Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Profissionais da atenção básica recebem capacitação sobre doenças renais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O evento integra as ações da Campanha Mundial para Rins Saudáveis e foi organizado pela Coordenação dos Programas de Doenças Crônicas e Não Transmissíveis, Saúde do Idoso, Tabagismo e Pessoa com Deficiência da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

“Doenças renais crônicas não apresentam sintomas, geralmente quando se descobre o paciente já vai direto para a diálise e isso é o que não queremos, por isso é tão importante o apoio de todos os profissionais de saúde para nos ajudar a identificar esses casos”, destacou a médica nefrologista, Verônica Costa, que atende pela rede pública em Parauapebas e que ministrou a capacitação.


De acordo com a especialista, estima-se que um a cada dez adultos tem doença renal, por isso é tão necessário difundir as informações sobre a enfermidade e preparar os profissionais de saúde para contribuir na identificação dos casos.

“Além dos profissionais da atenção básica, vamos capacitar também os que atuam na rede de urgência e emergência, pois os pacientes portadores de doenças renais são especiais, eles não podem, por exemplo, tomar soro ou anti-inflamatório, isso pode levá-los a morte”, acrescentou Verônica Costa.

O médico Markson Dênis Feitosa de Sousa, que trabalha na unidade de saúde do bairro Casas Populares II, disse que a população tem muito a ganhar com esses investimentos em capacitação para os profissionais da rede. “É muito importante esse momento com o especialista, saio daqui com aprendizados que vou levar para a comunidade que atendo”, disse o médico.

Outras capacitações

Uma capacitação específica sobre doenças renais, para médicos e enfermeiros que atuam na rede de urgência e emergência, está programada terça-feira (10).

E ainda no mês de fevereiro, se antecipando às ações da campanha, a equipe da Semsa realizou uma palestra para professores de educação física, reforçando a importância da prevenção de doenças renais. A ideia foi alcançar os educadores e, respectivamente, os alunos da rede pública de ensino a partir da disseminação das informações. “Nós levamos a sério a proposta de prevenir a doença renal, e neste ano decidimos começar pelos maiores agentes de mudança, os educadores”, destacou a nefrologista.

A palestra contou com a participação de dezenas de professores de educação física das escolas municipais. A organização contou com a colaboração dos seguintes profissionais: Larissa Goulart (Coordenação dos Programas de Doenças Crônicas e Não Transmissíveis, Saúde do Idoso, Tabagismo e Pessoa com Deficiência); Suzane da Costa Siqueira (Coordenação da Saúde Alimentar e Nutricional); Givanilson Mendonça Teixeira (Coordenação de Saúde e Prevenção Escolar); Silvana Cesina de Vasconcelos Manito (Coordenação da Saúde do Adolescente); Thiago da Silva Soares (Coordenação Técnica de Educação Física da Secretaria de Educação).

Reportagem: Karine Gomes
Fotos: Anderson Souza

Publicidade

Veja
Também