Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Programa de fomento ao empreendedorismo jovem sustentável no sudeste do Pará recebe Prêmio Ser Humano

Nesta semana, o programa Inova Up conquistou o Prêmio Ser Humano, da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Pará, na categoria ESG. Em cerimônia no SENAI Getúlio Vargas, em Belém, a iniciativa de fomento de startups e negócios sustentáveis foi reconhecida por impactar positivamente o meio ambiente e a sociedade. Representando a Fundação Vale, o prêmio foi recebido por Guilherme Oliveira, diretor científico do Instituto Tecnológico Vale – Desenvolvimento Sustentável (ITV-DS).

Para o presidente da ABRH-Pa, Junior Lopes, além de reconhecer as melhores práticas ligadas à gestão de pessoas, o Prêmio Ser Humano é uma forma de mostrar para a sociedade, na categoria ESG, a atuação das empresas em prol das comunidades. “Promover o reconhecimento de um case tão interessante como o da Fundação Vale é uma demonstração clara para qualquer empresa, seja ela de pequeno ou grande porte, que atuar com responsabilidade em relação ao Social, ao Meio Ambiente e a Governança é o direcionamento que nós temos hoje no mundo dos negócios. Ao mesmo tempo que reconhece, o Prêmio Ser Humano também é a percepção de que a empresa está preocupada em implementar ações de transformação social para a população paraense”, comenta.

A iniciativa da Fundação Vale, implementada em parceria com o Centro de Empreendedorismo da Amazônia com investimentos complementares da Wheaton Precious Metal, nasceu em 2020, despertando o interesse de jovens de Marabá, Parauapebas e Canaã dos Carajás em torno do empreendedorismo que proteja e valorize a natureza, capacitando-os e apoiando a criação de nove novas empresas, sendo três em cada cidade. Os empreendimentos receberam apoio nas áreas de marketing, vendas, produção, gestão, jurídico e contabilidade, tiveram acompanhamento técnico e capital semente para crescerem de forma acelerada.

De acordo com Marcus Finco, gerente da Fundação Vale, fomentar a inovação e ampliar possibilidades de trabalho e renda é essencial para o desenvolvimento social e ambiental dos municípios. “O Inova Up tem o intuito de valorizar o potencial empreendedor dos jovens do Sudeste do Pará e incentivar a geração de renda e prosperidade para a região de forma sustentável”, afirma.

Entre os negócios criados e impulsionados pelo projeto estão a fabricação e comercialização de pimenta-do-reino, joias feitas a partir de sementes, sorvetes e biscoitos veganos preparados com leite de castanha, plantas ornamentais, chocolate e até tratamento de resíduos orgânicos.

Conheça as empresas criadas e impulsionadas pelo Inova Up
Parauapebas
Kupu: Produção e comercialização de sorvetes veganos e sem lactose, para uma alimentação mais saudável e sem crueldade animal.

Dinam – Diamante Negro da Amazônia: Empresa pioneira em produção sustentável e processamento de pimenta-do-reino no município de Parauapebas e na região de Carajás.

Alosix: Plataforma de cálculos agronômicos e interpretação de análise de solo com preços acessíveis e disponível a nível nacional.

Marabá
Rede Viva biofertilizantes: Serviço de coleta, disposição e tratamento dos resíduos sólidos orgânicos (alimentos) gerados por estabelecimentos comerciais e produção de composto orgânico para as atividades de jardinagem e agricultura local.

Treinamentus: Plataforma de ensino do tipo marketplace com foco na produção de conteúdo voltado para o ensino superior. A plataforma proporciona aos estudantes graduandos, pós-graduandos e professores ambiente de troca de conhecimento e network profissional.

Na Flora – Flores da Amazônia: Produção e comercialização de plantas ornamentais da Amazônia, vasos e acessórios reaproveitados e reciclados.

Canaã dos Carajás
Eco Canaã Biojoias: Produção de biojóias e peças de artesanato que trazem toda a cultura e a diversidade de Canaã dos Carajás e da região sudeste do Pará.

Flor de Castanheira: Extração de leite vegetal de castanha-do-pará e do coco babaçu, além da produção de biscoitos veganos, não contendo nenhum traço de proteína animal.

Cacau Carajás: Produção e beneficiamento de Cacau aliados o Desenvolvimento da cultura cacaueira de qualidade para fornecimento de amêndoas para produção de chocolate fino.

Qual sua reação para esta matéria?
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
+1
0
Ei, Psiu! Já viu essas?

Deixe seu comentário