Projeto de construção de Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ) de Parauapebas é aprovado

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Prefeitura Municipal de Parauapebas por meio da Diretoria de Vigilância em Saúde e da Coordenação de Vigilância Ambiental, informou que o projeto da construção da Unidade de Vigilância em Zoonoses (UVZ), tipo II, foi aprovada na tarde da última quinta-feira (3), pelo Conselho Municipal de Saúde.

A implantação de uma Unidade de Vigilância de Zoonoses no município é um desejo antigo do prefeito Darci Lermen e dos munícipes de Parauapebas e tem como objetivo elevar a qualidade de vida da população humana, sem deixar de lado o bem-estar animal.


O secretário de Saúde, Gilberto Laranjeiras, parabeniza às equipes responsáveis pelo projeto. “Quero em nome do secretário de Obras, Wanterlor Bandeira agradecer toda equipe técnica da SEMOB, pela parceria no desenvolvimento deste projeto. Parabenizo também, toda equipe técnica da SEMSA que está à frente deste projeto que sem dúvidas irá contemplar de forma significativa a cidade de Parauapebas. Agradeço ao prefeito Darci Lermen por nos apoiar e nos atender em cada demanda de melhorias para a nossa cidade”.

Gilberto Laranjeiras – Secretário de Saúde de Parauapebas

 

A Secretaria Municipal de Obras de Parauapebas através do seu corpo técnico elaborou o projeto da Unidade de Vigilância em Zoonoses de Parauapebas procurando as melhores características construtivas, respeitando em sua essência a segurança de seres humanos, animais e do meio ambiente, sempre obedecendo as normas da Vigilância Sanitária, Corpo de Bombeiros do estado do Pará e a acessibilidade fundamental em qualquer projeto arquitetônico.

ATRIBUIÇÕES DA UNIDADE DE VIGILÂNCIA DE ZOONOZES:

São órgãos vinculado à Secretaria Municipal de Saúde;

Responsabilidade do controle das zoonoses (agravos e doenças transmitidas por animais aos seres humanos), destacando os mais conhecidos como raiva, leptospirose, leishmaniose;

Trabalha com o controle populacional de animais domésticos (cães, gatos);

Captura e controle de animais sinantrópicos (morcegos, ratos, mosquitos, abelhas, pombos entre outros);

Recolher animais soltos nas ruas, funcionando como um centro de triagem, tratamento, esterilização, doação e abrigo para animais abandonados.

 

Publicidade

veja também