Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Projeto que pede que a SEMED preste contas quadrimestralmente na Câmara é retirado da pauta

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foi apresentado e retirado da pauta da Sessão Ordinária desta terça-feira (3) na Câmara Municipal de Vereadores de Parauapebas (CMP), o Projeto de Emenda à Lei Orgânica de número 002/2013 que debatia sobre a apresentação quadrimestral da prestação de contas da Secretaria Municipal de Educação de Parauapebas (SEMED) na Câmara Municipal.

De acordo com a vereadora Eliene Soares do Partido dos Trabalhadores (PT), o objetivo do Projeto é que seja incluído na Secretaria Municipal de Educação de Parauapebas a dinâmica quadrimestral de prestação de contas do órgão.


“A SEMED é uma secretaria importante no Governo e precisamos analisar com mais cuidado as prestações de contas desse órgão. A apresentação em sessão na Câmara do relatório detalhado da execução financeira das despesas em educação é essencial”, relatou a parlamentar que é a autora do Projeto de Emenda à Lei Orgânica do município.

O Projeto 002/2015 se resume basicamente no quesito que o relatório da Secretaria Municipal de Educação de Parauapebas não seja mais feito anualmente e sim de quatro em quatro meses, ou seja, três meses por ano.

Antes de o projeto ser apresentado, a Vereadora Eliene Soares pediu nominalmente que todos os vereadores “aprovassem encarecidamente o documento”, justificando que o mesmo é importantíssimo para a cidade.

Por sua vez, o Vereador Euzébio Rodrigues, Líder do Partido dos Trabalhadores provisoriamente na Câmara Municipal de Parauapebas, afirmou que o apelo feito pela vereadora Eliene para que o projeto fosse aprovado não tinha necessidade, tendo em vista que segundo ele, todos sabem da importância do projeto e sugeriu que todos os vereadores do PT votassem favoráveis.

Já o vereador Charles Borges parabenizou a vereadora Eliene pelo projeto apresentado e disse: “Deveríamos inclusive acrescentar outras secretarias de governo para que prestem contas pelo menos quatro vezes por ano”.

O vereador Bruno Soares, Líder do Governo Valmir Mariano na Câmara Municipal afirmou que na posição em que ocupa, pediu para que Eliene tirasse o projeto da pauta para que todos os vereadores se reunissem novamente. “As vezes num simples movimento, podemos achar que as coisas devem melhorar, porem, infelizmente aqui nessa Casa não estamos dando conta nem de fazer o feijão com arroz. Esse projeto não vai mudar a realidade da educação de Parauapebas e recomendo que a base de governo vote contra”, enfatizou.

Polêmica

Após muito polêmica e bate-boca entre os vereadores, a vereadora Eliene Soares pediu que o projeto fosse retirado da pauta e que os parlamentares se reunissem posteriormente para debaterem o projeto e suas respectivas emendas.
No total, seis vereadores foram favoráveis à retirada do projeto da pauta, cinco votaram contrários e um parlamentar se absteve.

Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também