Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Projeto “Turista Por Um Dia” leva 800 pessoas da comunidade para Rota Carajás

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

As belezas naturais e encantadoras da Rota Carajás foram apresentadas para 800 pessoas da comunidade que foram beneficiadas com o projeto “Turista Por Um Dia” da Prefeitura de Parauapebas, desenvolvido pelo Departamento de Turismo (DETUR), em parceria com o Departamento de Relações com a Comunidade (DRC).

“Eu moro há 30 anos em Parauapebas e só agora tive a oportunidade de conhecer toda essa maravilha da natureza, aqui em Carajás. Que água gelada, uma delícia para tomar banho e relaxar”, disse a produtora rural Luiza Silva, que aproveitou muito bem todos os momentos proporcionados ao longo do passeio, realizado na sexta-feira, 31.


Ela fez parte do grupo de 40 pessoas que participaram do último passeio deste ano, promovido por meio do projeto. “Faz parte da estratégia do governo estimular o turismo na cidade, e o primeiro passo é justamente envolver a população! Nosso objetivo com o projeto turista por um dia foi levar os moradores de Parauapebas na Rota Carajás, para que possam conhecer e defender”, enfatizou Marcos Alexandre, coordenador de turismo do município.

A seleção dos beneficiados pelo projeto se deu por meio de ação do DRC, que acionou as associações comunitárias e solicitou que enviassem lista de pessoas da comunidade interessadas em conhecer a Rota Carajás. As visitas ocorreram entre os meses de março e abril.

Mayara Valente, que faz parte da Associação Comunitária Amor ao Próximo (ACAP), aprovou a iniciativa do governo municipal, “há muitas pessoas que moram aqui há anos e nunca tiveram a oportunidade de conhecer toda essa beleza natural. Valeu muito a pena esse projeto, que continue”. A segunda edição do “Turista Por Um Dia” deve ocorrer em 2020.

Rota Carajás

A subida para Carajás já conecta o turista com os encantos da floresta, o percurso de uns 40 quilômetros até a maior mina de ferro a céu aberto do mundo é predominantemente verde escuro, por conta de vegetação virgem às margens da rodovia Raimundo Mascarenhas.

Os enormes caminhões fora de estrada e mega estrutura de operação da mina chamam a atenção do turista no primeiro ponto de parada da rota: o mirante. De lá é possível enxergar a grandiosidade do processo de exploração mineral de Carajás.

O próximo ponto que os visitantes param é na área de savana metalófila, em N1, de onde têm uma vista privilegiada da floresta, por conta de um mirante natural, e conhecem a flor de Carajás, Ipomoea Cavalcantei, espécie endêmica da região.

O passeio segue até duas das mais de 1.300 cavernas que existem no local. O grupo é conduzido por guias preparados, eles são autorizados pelo ICMbio, responsável pela Unidade de Conservação Carajás, e parceiro da prefeitura na realização do projeto. Nestes pontos, os guias reforçam para os visitantes as orientações quanto aos cuidados que eles devem ter caso um animal seja encontrado nas trilhas ou no interior das cavernas.

Depois de todo esse trajeto, os turistas são conduzidos pela trilha do Peito de Aço (ave característica da região), até a cachoeira de Águas Claras. O barulho da queda da água e o canto dos pássaros encantam os visitantes, que têm a oportunidade de contemplar no local uma grande diversidade de borboletas. O passeio é finalizado com um delicioso banho de cachoeira.

Publicidade

Veja
Também