Projovem Trabalhador qualifica 237 novos profissionais em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

“A gente só muda de vida por força de vontade e oportunidade. Aproveitem a oportunidade que hoje vocês têm”. Esta orientação foi dada por Suely Guilherme Vieira, diretora de trabalho, emprego, renda e cidadania da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), aos 237 formandos do Projovem Trabalhador, durante cerimônia de entrega dos certificados realizada na quinta-feira (28), no Ceup.

urante seis meses, três vezes por semana, os alunos aprenderam conteúdo teórico e realizaram aulas práticas nos cursos de metal mecânico, construções e reparos I e II, alimentação, serviços domésticos, serviços pessoais, turismo e hospitalidade. Josiléia de Sousa, 24 anos, concluiu o curso de metal mecânico e disse que se sente capacitada para conquistar uma vaga no mercado de trabalho.


Participaram da cerimônia diversas autoridades, entre elas a coordenadora do Projovem Trabalhador, Maristela Mousinho, representando também a Secretaria de Estado do Trabalho, Emprego e Renda; o presidente da Câmara Municipal, Josineto Feitosa; e a secretária da Assistência Sicial (Semas), Leudicy Leão.

Os concluintes são atendidos pelo Acessuas, programa de promoção e acesso ao mundo do trabalho, do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), com orientação vocacional e encaminhamento dos currículos para o Sine. Aqueles que têm interesse pelo empreendedorismo são direcionados para receber informações sobre o microempreendedor individual (MEI) no Sebrae, parceria da Semas no projeto.

A finalidade do programa Projovem Trabalhador é preparar o jovem para o mercado de trabalho e para ocupações alternativas, geradoras de renda. Como pré-requisito de participação, os inscritos devem ter idade entre 18 e 29 anos e ser membros de família com renda per capta de até um salário mínimo.

Reportagem: Karine Gomes / Foto: Anderson Souza

Publicidade

veja também