Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Quatro jovens são executados no bairro Caetanópolis em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Civil em Parauapebas abriu inquérito para apurar uma chacina de quatro jovens, executados a tiros disparados por quatro homens em duas motos pretas de placas não anotadas. As vítimas são: Leonilson Cláudio Marques da Silva, 18 anos de idade, Magdiel Ferreira Ramos, também de 18 anos, Bruno Ruan de Oliveira, 14, e Josué Anderson Serra da Silva, 16, conhecido como “Belém”.

O crime aconteceu por volta das 17 horas, desta segunda-feira, (8), na Rua Arthur Azevedo entre as ruas Carlos Drummond de Andrade e Manoel Bandeira no bairro Caetanópolis em Parauapebas.


Segundo informações levantadas pela reportagem do Portal Pebinha de Açúcar no cenário do crime, na hora em que foram executadas, as vítimas estavam pintando os cabelos e se preparavam para pular a penúltima noite de carnaval, quando foram surpreendidos pelos assassinos.

No local, em um terreno baldio ao lado da casa 498, haviam cerca de seis jovens, dois escaparam ao pular num buraco de esgoto, enquanto que os outros quatro não tiveram a mesma sorte sendo mortos com vários disparos de arma de fogo. Mesmo baleada, uma das vítimas ainda tentou escapar correndo pela rua, porém foi alcançada por um dos motoqueiros que a executou no meio do quarteirão.

De acordo com levantamentos realizados pela Polícia, os pistoleiros usavam uniformes verde de uma empresa mineradora da região. Segundo o sargento PM J. Ricardo na noite anterior ao crime, as vítimas teriam se envolvido em uma briga no bairro Nova Carajás, onde acontece as quatro noitse de folia carnavalesca.

Ainda segundo informações, as quatro vítimas tinham passagens pela polícia, pela pratica de furtos e assaltos a transeuntes nas ruas da cidade e que também dois dos mortos estavam envolvidos em dois homicídios na cidade de Marabá.

Além de crime por encomenda a polícia trabalha também com a hipótese de acerto de contas, uma vez que além de crime de homicídio, o rapaz Magdiel Ferreira esteve recentemente preso por trafico de entorpecente, os outros dois que escaparam foram identificados pela polícia por Gilson e Perneta, ambos também envolvidos na prática de assaltos.

Reportagem: Caetano Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também