Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Radialista Elson Brito receberá comenda na Câmara Municipal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A iniciativa veio do vereador Joel Pedro Alves (DEM), em reconhecimento aos importantes serviços prestados ao município de Parauapebas pelo radialista Elson Brito. Assim, através do Projeto de Decreto Legislativo (PDL) 05/2019, o vereador propôs a entrega de título de Cidadão Honorário ao comunicador.

O PDL foi posto em votação em sessão ocorrida na manhã da última terça-feira (28), sendo aprovado por unanimidade, devendo ser a outorga do título, ora concedido, feita em data a ser definida, sendo certo que será em sessão solene realizada pelo Poder Legislativo.


Elson Brito concedeu entrevista ao Portal Pebinha de Açúcar e falou deste momento em sua vida profissional e pessoal. De acordo com o comunicador, ele nunca trabalhou visando reconhecimento como este que agora lhe será concedido na Câmara Municipal. “O primeiro impulso que me fez trabalhar foi sem dúvidas a necessidade de sobreviver”, afirma Elson Brito, contando ter nascido em uma família simples e de poucos recursos financeiros.

Mas, Elson diz ser, sim, de grande importância para um profissional ser reconhecido publicamente, principalmente vindo de uma instituição não comercial, o que se conota que seja algo, de fato, espontâneo. Assim, o paranaense de Maringá, primeiro de cinco filhos do casal Marlucia de Carvalho Brito e José Silva Brito chegou à Parauapebas no dia 14 de setembro de 2003, sendo que iniciou no rádio em 1995.

Antes disso, Elson Brito trabalhava em uma fundição de ferro com seu pai, mas não era aquilo que queria para si. De tanto bater nas portas das emissoras para conhecer como funcionava o rádio, veículo fascinante, conheceu o senhor Orlando Manin, diretor da Radio Colmeia AM de Mandaguaçú -PR, distante 25 km de Maringá. “Seu Orlando me deu a chance de ser discotecário, passei a produtor, locutor e vendedor de publicidade. Nessa emissora trabalhei até setembro de 1998”, conta Elson Brito, lembrando que em outubro daquele ano chegou em Maringá a CBN, Central Brasileira de Notícias, emissora forte do grupo Globo e Rede Paranaense de Televisão, e como precisaram de um operador de áudio, mais uma vez deu um importante passo em sua carreira profissional, sendo o primeiro funcionário contratado.

Cinco anos depois, em novembro de 2003, o grupo Rede Paranaense vendeu a emissora e foi dispensado, junto com todos os demais operadores e equipe. Sem alternativas, Elson Brito lembra que foi para o comércio trabalhar de locutor na porta da Loja Aqui Agora Confecções; sendo essa que lhe trouxe aqui a Parauapebas em 2003, para onde veio como gerente.

Em abril de 2006 resolveu empreender; quando montou a loja de confecções Bem Barato, na Rua do Comércio. “A loja funcionava em horário comercial; eu ficava até às 13h00, depois deixava com as funcionárias o comando e subia o Morro do Macaco a pé para apresentar um programa na rádio Estação Sat do Sérgio Miller. O programa era de 14h00 às 17h00 e se chamava Tarde Legal, antecedendo Programa do Mução, grande sucesso na época”, relata Elson Brito, que diz ter visto sua vida mudar quando, em 2007, recebeu a visita de uma pessoa na loja chamada Vagtonio, era o gerente de Raimundo Cabeludo, que estava sondando o mercado em busca de locutores para a rádio que ia entrar no ar, a Arara Azul FM; estando quase tudo pronto, faltando montar a equipe.

Nessa visita, conforme conta Elson, foi perguntado se ele tinha intenção de fazer parte do quadro de locutores, convite que aceitou no mesmo momento; tendo sido, nos dois primeiros anos, responsável por toda a programação musical da emissora, além de apresentar o Programa Som da Tarde, de 13h00 às 16h00. Depois, por três anos foi diretor administrativo da emissora; fazendo também por três anos o programa Dose Dupla com a comunicadora Faby Cristina; e em 2014, com a saída do âncora Demerval Moreno, recebeu a missão de apresentar o carro chefe da emissora, o Programa Alerta 96. “O programa tem ajudado a encaminhar centenas de pessoas a atendimentos hospitalares na rede privada de saúde, graças às parcerias firmadas. Além de fazer campanhas educativas de trânsito, queimadas e desperdício de água. Além disso, através da rede alerta e de doações, atendemos várias famílias com alimentos, cadeiras de rodas e etc.”, detalha Elson Brito, dando ainda por importante no programa o espaço dedicado à utilidade pública com o quadro de gente procurando gente, onde através do rádio tem conseguido localizar pessoas desencontradas das famílias; e o mais importante, a informação em si, deixando milhares de ouvintes a par de seus direitos e deveres nas diversas áreas.

Publicidade

Veja
Também