Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Raio atinge torre de telefonia, afeta residências e quase mata uma pessoa em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Desde o começo do mês de fevereiro que as chuvas caem com maior frequência em Parauapebas e região, e com isso, o Rio Parauapebas e seus igarapés tiveram o nível das águas elevado, atingindo várias famílias que precisaram sair de suas casas.

Mas não foi a cheia do Rio Parauapebas que assustou moradores do Bairro Casas Populares I, no começo da noite da última terça-feira (20), e sim um raio que acabou tingindo uma torre de telefonia móvel e algumas residências que se encontram nas proximidades.


De acordo com o empresário do ramo alimentício e jornalístico, Josean Brito dos Santos, conhecido como “Chocolate”, por pouco ele não foi vítima fatal durante a “queda de um raio” em uma torre de telefonia móvel que se encontra exatamente ao lado de sua residência. “No momento do acidente, eu estava na companhia de alguns amigos em meu escritório, e de repente, quando eu estava com um pé na sandália e o outro no chão, peguei no computador justamente na hora do raio e acabei levando um choque muito grande e até agora estou com dores no corpo”, relatou Josean, afirmando que o raio atingiu a torre de telefonia e consequentemente atingiu a parte elétrica de sua residência, queimando vários equipamentos eletrônicos, como por exemplo, ventilador, televisão, receptor de TV por assinatura, roteador e antena de internet, geladeira, celular e até mesmo várias lâmpadas. “Foi um fenômeno ocasionado por uma descarga elétrica. A torre de telefonia móvel está localizada ao lado de várias residências e pedimos para que a operadora retire a mesma das proximidades das casas, até porque, outros casos já aconteceram e pedimos alguma providência”, finaliza “Chocolate”.

Além da residência do empresário, outras casas foram atingidas pela descarga elétrica e diversos equipamentos eletrônicos também foram danificados, porém, felizmente, não houve registro de vítimas fatais.

 

Inverno amazônico aumenta frequência de raios no Pará

A instabilidade atmosférica própria do chamado ‘inverno amazônico’, principalmente na porção norte do estado, favorece a ocorrência de chuvas que vão dos níveis fraco a moderado, com episódios de raios e trovoadas, cuja frequência aumenta bastante nesta época do ano. Estas características do tempo no Pará estão na nota climatológica divulgada pela Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas).

Com o objetivo de alertar a população para se proteger e evitar acidentes causados por raios nesta época, a Semas lança a campanha ‘Pará raios‘. Por meio de peças divulgadas no site e nas redes sociais, a instituição apontará cuidados primordiais de proteção à vida, entre eles, buscar abrigo em casas ou prédios de alvenaria, ficar longe de portas e janelas com grade – condutores de eletricidade; e no trânsito, permanecer dentro do automóvel. Em casos de espaços abertos (praias, pastos, plantações, campos de futebol, etc) é recomendável procurar abrigo sempre que o tempo ficar encoberto e não somente quando a chuva cair.

O meteorologista e coordenador da Dimeh, Saulo Carvalho, explica tecnicamente que “a incidência de radiação, combinada com a presença elevada de umidade na troposfera, proporciona à atmosfera uma energia convectiva, que é convertida em eventos de pancadas de chuvas, descargas elétricas e rajadas de vento. Ou seja, chuvas acompanhadas de raios e trovões”.

Publicidade

Veja
Também