Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Rede Celpa alerta cliente para Tarifa Social de Energia Elétrica

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Pelo menos 300 mil famílias consideradas pelo Governo Federal como baixa renda, tem até dezembro deste ano para atualizar seus dados e evitar perder o desconto na conta de energia. Esta atualização deverá ser realizada no Centro de Referência e Assistência Social (CRas) e/ou prefeituras municipais. Por meio destes órgãos, é que o cliente poderá atualizar seus dados no sistema de Cadastro
Único do Governo Federal e manter o benefício – procedimento é regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Conforme explica o diretor Comercial da Celpa, Augusto Dantas, as famílias de baixa renda encontram-se em três situações. “Temos casos em que a família não tem NIS e para isso precisa procurar o CRAS ou a secretária de assistência social de seu município para se inscrever no CadÚnico. Ou a família tem o NIS mas ainda não recebe o benefício da Tarifa Social, e neste caso é importante que o
cliente procure a Celpa e solicite seu cadastrado na tarifa social para receber o desconto; por último, o cliente que já possui Tarifa Social e precisa apenas manter seu cadastro atualizado a cada dois anos junto ao CRAS ou a secretária de assistência social”, explicou.


Para os clientes que não tem certeza se já estão inscritos no CadÚnico ou se precisam fazer a atualização, a Celpa orienta que liguem para a central de relacionamento do Ministério do Desenvolvimento Social, pelo número 0800 707 2003 e informem-se. Caso o cliente já tenha o NIS, poderá ir até uma agência de atendimento da Celpa ou ligar para a central de teleatendimento da empresa, pelo
número 0800 091 01 96, e inscrever-se.

Ana Paula Barbosa, gestora deste processo na Celpa, enumerou as atividades realizadas pela empresa para reforçar esta campanha. “Estamos reforçando a Tarifa Social junto às comunidades para que os clientes que já participam continuem no programa e para que os potenciais clientes também possam recebê-lo. Palestras, anúncios nas faturas, testemunhais em rádios, na capital e interior, reunião
com lideranças comunitárias e campanhas de cadastramento porta-a-porta, são realizadas para chamar atenção destes públicos”, ressalta.

Quando cadastrados na Tarifa Social, os clientes têm descontos na conta de luz que variam de 65% a 10%, dependendo do consumo de cada residência. Podem se cadastrar e receber o benefício, as famílias inscritas no CADÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal) com renda mensal per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional e os beneficiados pelo BPC
(Benefício de Prestação Continuada).

Hoje, no Pará, mais de 665 mil clientes já estão cadastrados e recebem desconto na fatura de energia elétrica. No entanto, desse quantitativo, 317 mil clientes ainda não atualizaram seus dados cadastrais e podem perder o benefício, a partir de Janeiro de 2015.

Veja como o desconto é aplicado por faixa de consumo:

image001

Publicidade

Veja
Também