Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Reunião define horário de funcionamento de estabelecimentos do Mercado Municipal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A decisão foi tomada durante reunião que contou com representantes da Secretaria Municipal de Urbanismo de Parauapebas (SEMURB) e empreendedores

Depois de muita polêmica que tomou conta das redes sociais nos últimos dias, comerciantes que atuam na área de alimentação do Mercado Municipal do Rio Verde, em Parauapebas, se reuniram na noite da última quarta-feira (17), com representantes da Secretaria Municipal de Urbanismo.


Na oportunidade, o encontro foi conduzido pelo titular da SEMURB, Edmar Lima, onde, depois de muita discussão, ficou decidido em votação entre os comerciantes, manter o acordo estabelecido entre eles.

O acordo estabelece que os comerciantes que trabalham na área externa do Mercado, só poderão abrir seus respectivos estabelecimentos no período noturno. Já os que trabalham no interior do Mercado, podem abrir no horário do almoço, de forma que ninguém seja prejudicado e todos possam ter os seus rendimentos mensais.

Nos últimos dias, o assunto tomou conta das redes sociais quando o comerciante, Luciano Nogueira, colocou uma faixa informando que foi impedido de trabalhar e por este motivo não poderia atender os clientes no horário do almoço. Ele tem um restaurante na parte externa do Mercado Municipal e a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar noticiou o seu manifesto, confira clicando AQUI.
“Há cinco anos que trabalho aqui. Só quero trabalhar e ganhar o sustento da minha família”, diz Luciano.

De acordo com o secretário municipal de Urbanismo, Edmar Lima, a notificação está sendo entregues a todos os comerciantes que ainda não renovaram a licença anual junto à SEMURB, que permite a atuação dos comerciantes no período de 1° de janeiro a 31 de dezembro de 2017.
“Os comerciantes que trabalham em ambientes que pertencem à prefeitura têm a licença anual que libera uso dessas áreas. Então, todos os comerciantes que atuam nesses locais estão recebendo notificações para poder renovar as suas respectivas licenças. Desta forma, vão poder continuar a oferecer seus serviços à população”, explica Edmar.

A administração pública aguarda durante o mês de janeiro que a licença anual seja renovada. Caso contrário, a partir de fevereiro os comerciantes já poderão ser advertidos e persistindo na situação, os estabelecimentos podem ser interditados.

Reportagem: Anne Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também