Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Reunião discute impactos do ramal ferroviário e da exploração mineral

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Representantes comunitários dos bairros Jardim Ipiranga e Tropical 1 e 2, moradores com residências avariadas e a CPI da Vale, representada pela vereadora Eliene Soares, estiveram reunidos para discussão sobre os Impactos do Ramal Ferroviário e da exploração mineral.
Ato que se deu na última quarta-feira (19), às 19h00, no auditório da Unidade Básica de Saúde do Tropical, localizado na Avenida Castanheira, Quadra 08, Lote 15, Bairro Tropical 1.

Na ocasião, ficou definido a participação da CPI da Vale nas investigações e acompanhamentos dos Impactos provocados pelo Ramal Ferroviário e exploração mineral, com especial atenção a situação das famílias atingidas pelas obras do Ramal Ferroviário. Também foi encaminhada a realização de Audiência Pública solicitada ao IBAMA através de Ofício e abaixo assinado encabeçado pela Associação Central dos Moradores dos Bairros Jardim Ipiranga, Tropical 1, Tropical 2 e Adjacências (ACMBJIT), MAM (Movimento pela Soberania Popular na Mineração) e outras organizações sociais, com o intensivo apoio e participação da CPI da Vale em virtude às denúncias formuladas à Câmara Municipal de Parauapebas desde 2015 pela A.C.M.B.JIT.


Para o Presidente da ACMBJIT, Girlan Pereira da Silva, a discussão é bem mais ampla, pois além da situação das casas avariadas também é preciso discutir as condicionantes impostas à Vale, a contrapartida social a ser garantida às comunidades diretamente impactadas, a geração de empregos e renda aos moradores e outros benefícios à comunidade. Sendo necessário cobrar tanto a Mineradora Vale quanto ao Poder Público, lembrando sobre a aplicação do CEFEM (Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais).

Já a presidente da CPI da Vale, Eliene Soares, afirmou que o Poder Legislativo Municipal está cumprindo seu papel de apurar as denúncias ficando ao lado da comunidade, sendo que todos devem construir a Audiência Pública que contará com a participação do IBAMA e deverá ser realizada ainda em agosto deste ano.

A reunião foi aberta com uma oração proferida pelo Padre Hudson e contou também com a participação dos representantes do MAM e de vários chefes de famílias dos bairros Jardim Ipiranga, Tropical 1, Tropical 2 e Casas Populares, sendo que todos ratificaram o compromisso em intensificar as lutas em prol dos seus direitos.
O padre Hudson estava participando enquanto morador também prejudicado com residência avariada.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também