Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

ROCAM intensifica policiamento no Bairro dos Minérios

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na manhã desta terça-feira (10), uma mulher foi surpreendida pela ação de dois elementos que estavam armados e conduzindo uma motocicleta. Era por volta das 10h00min da manhã quando eles a abordaram, apontaram a arma e pediram seus objetos pessoais, entre eles um celular que acabou sendo jogado pela vítima dentro do mato e depois ela saiu correndo desesperada.

O crime não ocorre por acaso. Antes de atacar, o bandido costuma observar atentamente sua vítima. Estuda seus movimentos e pontos fracos e avalia os riscos da investida. A não ser que esteja drogado, quem pratica uma ação criminosa pesa todos esses fatores antes de decidir se vale a pena arriscar.


Facilidade de ataque e fuga, fragilidade do alvo e possibilidade de bons ganhos são fatores que pesam na decisão. Analisando dessa forma, fica fácil entender o que se deve fazer para diminuir o risco de se tornar alvo preferencial sujeito a ataques a qualquer momento.

O melhor é recorrer ao bom senso. Não ostentar jóias nem outros objetos de valor, evitar lugares desertos, procurar estar sempre acompanhado, somente utilizar caixas eletrônicos em locais públicos e prestar atenção quando estiver no trânsito. Apesar de amplamente conhecidos, esses cuidados costumam ser negligenciados pelas pessoas. A tendência natural é imaginar que coisas ruins só ocorrem com os outros.

Para evitar o risco de engrossar as estatísticas da criminalidade, a melhor tática é seguir os conselhos de policiais e profissionais especialistas em segurança. Ao caminhar pela calçada, por exemplo, os ladrões preferem abordar pessoas distraídas e que aparentam ter algo de valor. É aconselhável ficar afastado das aglomerações e andar com bolsas e sacolas junto ao corpo.

A observação do movimento também ajuda. Uma pessoa precavida tem muito mais chance de um caminho livre de bandidos.

Dicas para evitar assaltos:

• Preste atenção em pessoas paradas perto dos lugares que freqüenta

• Procure observar o movimento da rua antes de abrir a porta

• Quando sair da estação de metrô ou descer do táxi não demonstre que está procurando um endereço

• Tenha sempre em mente pelo menos quatro rotas alternativas entre a casa e o trabalho

• Procure não ostentar roupas de grife nem chamar a atenção nas ruas

• Oriente a família e os empregados para que evitem prestar informações pelo telefone a pessoas desconhecidas

• Sempre beba moderadamente para não perder os reflexos e a vigilância

• Evite ser acompanhado pela família até a garagem na hora de sair de casa

• Utilize somente os serviços de entrega em domicílio com os quais já estiver acostumado

• É importante manter bom relacionamento com os vizinhos e se informar sobre o que ocorre nas redondezas

• Conhecendo as pessoas que moram nas imediações, você pode contar com uma valiosa ajuda para vigiar sua casa quando estiver ausente

• É preferível utilizar o serviço de banco pelo telefone a ir à agência

• Procure ir ao caixa eletrônico acompanhado e leve somente o cartão que vai utilizar

Fotos: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também