Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Rodovia PA-160 é interditada por lideranças do Assentamento Nova Jerusalém

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com informações chegadas à equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, era por volta das 00h00 desta terça-feira (22), quando cerca de 100 trabalhadores rurais do Assentamento Nova Jerusalém, interditaram a PA-160 em um trecho próximo à Vila Planalto.

A interdição está nas proximidades do KM 52 na PA-160 entre os municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás.
No momento do bloqueio da rodovia, um caminhão basculante da empresa JSL de placas ECM-6372 que presta serviços para a mineradora Vale e que transportava cobre com destino a Parauapebas, conduzido pelo motorista Elenildo Rocha, que passava pelo local, foi abordado pelos manifestantes e o obrigaram a atravessar o veículo na pistas e bascular o minério na pista.


Segundo as primeiras informações chegadas à imprensa, os manifestantes reivindicam construção de uma escola na Comunidade Nova Jerusalém; Construção de uma rotatória na entrada do assentamento, onde três pessoas já morreram em acidentes; Perfuração de um poço artesiano com caixa d´agua de 20 mil litros; Legalização do assentamento; 10 km de asfalto prometidos pela Prefeitura de Canaã dos Carajás; Término das obras das vicinais já iniciadas; Construção de um Posto de Saúde; Construção de uma creche; Instalação de energia elétrica; Construção de represas nos lotes dos assentados prometidas.

De acordo com os manifestante, grande parte da pauta foi prometida pela Prefeitura de Canaã, porém, a mesma não vem cumprindo com o acordo firmado.

Homens da Polícia Militar de Canaã dos Carajás estiveram no local, porém, como a manifestação estava pacífica, acabaram retornando à cidade.

Com a manifestação, a troca de turno de funcionários de projetos minerais da Vale na região foi prejudicada. Nesse momento, se estuda outras rotas para que funcionários continuem com suas cargas horárias de trabalho de forma normal.

Publicidade

Veja
Também