Publicidade

Rota Carajás é perfeita para a prática de ecoturismo em Parauapebas

Parauapebas possui uma variedade de bens e produtos que atraem turistas do Brasil e do mundo. Se você vai curtir o mês de julho na cidade e, quem sabe, até receber familiares e amigos neste mês de férias, fique por dentro e aproveite a oportunidade para desfrutar das belezas naturais, culturais e gastronômicas de Parauapebas.

Rota Carajás


Apaixonados por natureza. Essa é a característica de quem decide apreciar a Rota Carajás, conhecida mundialmente como uma das regiões mais ricas por sua biodiversidade. Com cerca de 1,2 milhão de hectares de florestas preservadas, ela é composta pelo maior parque de cavernas ferríferas do mundo, com mais de 1.000 cavernas catalogadas – o Parque Nacional dos Campos Ferruginosos – além de trilhas, mirantes, savana, cachoeiras.

O Parque Zoobotânico de Carajás é um dos atrativos da rota. Ele possui 30 hectares e abriga cerca de 270 animais. O zoológico é aberto ao público de 10h às 16h, exceto às segundas-feiras. Nele também o turista pode visitar o orquidário, a sala de coleções e de exposições e o viveiro de imersão, que permite um passeio inesquecível em meio às aves da fauna amazônica.

Os horários de acesso ao viveiro são das 10h30 às 11h30 e das 14h30 às 16h. Nos demais horários o visitante pode observar os animais em uma área externa. De acordo com a Vale, responsável pelo Parque, o local recebe cerca de dez mil visitantes mensais. Da portaria de entrada da Floresta Nacional (FLONA) Carajás até o Parque são 26km de percurso, oportunidade ímpar de contemplar a natureza.

Mais de 600 espécies de aves catalogadas classificam o município como o 7º em número de aves do país e coloca a FLONA Carajás no ranking dos principais roteiros mundiais para quem deseja praticar a atividade de observação de pássaros, conhecida por birdwatching.  Uma curiosidade é que 30% dessas espécies podem ser apreciadas apenas em Parauapebas.

Toda sexta-feira, a Vale disponibiliza um ônibus com 40 vagas para uma visita à mina de ferro de Carajás. A saída é às 10h do Parque. O percurso, que tem duração de duas horas, permite conhecer o Viveiro Florestal, a Central de Materiais Descartados (CMD) e o mirante da mina de N4E. Uma bela chance para eternizar o passeio com uma foto ou vídeo ao lado do caminhão fora-de-estrada.

As inscrições podem ser feitas pelo email: c0505362@vale.com, ou no Centro de Visitantes do Parque, onde também são dadas as orientações sobre a idade mínima, além das roupas e calçados ideais para a visita.

Outros atrativos são a Savana Metalófila e Cavernas de N1, onde o visitante pode observar dois tipos de bioma, sendo a floresta ombrófila densa e área de vegetação rasteira, conhecida por canga ou savana metalófila.  Esse é o único lugar do mundo onde é possível observar a Flor de Carajás, no período chuvoso. Neste local também é possível visitar duas cavernas ferríferas, a Guarita e Mapinguari. O atrativo fica a cerca de 50km da portaria da FLONA Carajás.

Para quem gosta de encerrar uma trilha tomando aquele banho que recarrega as energias, a Rota Carajás é uma ótima opção. Nela o visitante pode percorrer as trilhas Peito-de-Aço e Timborana, que são de fácil acesso e ficam apenas a cerca de 750 metros da cachoeira de Águas Claras. No percurso é possível observar e ouvir o som das aves, o destaque é para o pássaro Peito-de-Aço.

Na localidade há uma base rústica cedida pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) que serve de apoio. Este atrativo esta dentro da área do PARNA Campos Ferruginosos, Unidade de Conservação Federal, criada em junho de 2017. A base fica cerca de 90 km da Portaria da FLONA.

O Mirante da Harpia é um atrativo que dispensa comentários. A formação rochosa em granito permite uma vista magnífica da floresta, numa altitude de cerca de 600 metros. O acesso até o local só é possível por meio de um veículo do tipo 4×4. Também localizado no PARNA Campos Ferruginosos, distante a cerca de 110 km da portaria da FLONA Carajás.

A Unidade de Conservação Federal é gerida pelo ICMbio. O acesso para conhecer o núcleo urbano de Carajás é feito por meio de autorização retirada na portaria da FLONA Carajás, diariamente, de 7h às 16h. O visitante pode conhecer o Doce Norte Esporte Clube e o Parque Zoobotânico Vale sem a necessidade de um guia.

O acesso aos demais atrativos só é possível se o visitante estiver acompanhado por um guia da Cooperativa de Trabalho em Ecoturismo de Carajás (Cooperture), que também disponibiliza pacotes incluindo traslado, refeição, guia e hospedagem. Os munícipes e turistas também podem optar por adquirir o pacote com as agencias de viagem do município, Skyway e Tometur.

Compartilhe essa notícia

Tags

Veja também

Fechar Menu