Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Saaep começa a se reestruturar e vai convocar concursados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Reestruturar e gerir os recursos de um órgão tão importante para o município é o desafio da nova gestora do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep), Claudenir Rocha. Neste início de mandato, a equipe vem trabalhando na reestruturação da autarquia, que foi encontrada em situação bastante complicada em todas as áreas.

“Encontramos um Saaep desgastado, sucateado, uma série de processos parados, em todas as áreas; muita negligência, tanto na zona urbana quanto rural, uma decadência total que precisa de reestruturação”, atesta Claudenir Rocha, que já destacou uma equipe para fazer todo o levantamento de dados sobre a situação do Saaep, para direcionar os trabalhos e ter “um bom funcionamento do serviço”.


Entre as demandas mais urgentes da autarquia, está à convocação dos candidatos classificados no último concurso público. “No âmbito administrativo, temos o concurso público. Estamos trabalhando e, no prazo de 90 dias, a estimativa é convocar 40% dos candidatos nos cargos de níveis fundamental, médio e superior”, explica Claudenir.

Para que os serviços do Saaep não fiquem paralisados e causem prejuízos à população, foram contratados servidores temporários. Tudo em caráter emergencial, para não haver interrupção no sistema, que vem sofrendo desgaste no decorrer de todos esses anos. “Durante a vigência do concurso, que tem validade de dois anos, vamos chamar todos os candidatos”, assegurou Claudenir Rocha.

Mas conforme arrematou a gestora do Saaep, com a reestruturação da autarquia há possibilidade de a convocação dos candidatos ser realizada antes do fim do prazo legal do concurso porque há setores que exigem a contratação de técnicos.

“Entendemos que o Saaep oferece um produto básico para a sobrevivência da cidade. Diante disso, o sistema não pode parar. Solicito a paciência e a parceria da população e também dos concursados para que possamos oferecer um serviço eficiente e com qualidade”, concluiu Claudenir.

Publicidade

Veja
Também