Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Sábado (15) é dia “D” de vacinação contra o sarampo em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com o objetivo de aumentar a cobertura vacinal, a Prefeitura Municipal de Parauapebas, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (VISA), lançou nesta segunda-feira (10), a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Na primeira etapa, que vai até o dia 13 de março, a prioridade são as crianças e jovens entre 5 a 19 anos que não tomaram as duas doses da vacina. A campanha é uma continuidade a intensificação da vacina triviral que iniciou em 2019, devido aos casos ocorridos no Brasil.

“A campanha contra o sarampo integra um conjunto de ações para imunizar a população contra doenças que haviam sido eliminadas. Além de apresentar a caderneta de vacinação, quem tomar a primeira dose precisa retornar aos postos de saúde 30 dias depois para se submeter à segunda medicação. Quem se vacinou e tomou as doses exigidas não precisa participar do novo cronograma”, explica a diretora do VISA, Michele Ferreira.


“É importante que as pessoas entendam as consequências de não se vacinar contra o sarampo, que é um vírus de alta transmissibilidade, podendo uma pessoa com a doença contaminar mais 18 indivíduos, e letalidade, principalmente em crianças, por isso, é importante que o público alvo compareça aos postos de vacina. Todos devem trabalhar para que o nosso Município se livre do sarampo, nosso Prefeito Darci Lermen está sempre ao nosso lado buscando parcerias como Governo Federal e garantindo que nossos postos estejam abastecidos. Reforçamos que a única maneira de nos proteger é manter as vacinas em dia. As vacinas são seguras e a população tem que acompanhar e apoiar esse movimento”, ressalta o secretário de Saúde, Gilberto Laranjeiras.

Locais de Vacinação:

Postos de Saúde

HGP, UBS Liberdade I, UBS Liberdade II, UBS Fortaleza, UBS B. da Paz, UBS B. do Guanabara, UBS Palmares I, UBS Palmares II, UBS Rio Verde, UBS Novo Brasil, UBS B. dos Minérios, UBS Casas Populares, UBS Altamira, UBS Jardim Canadá, UBS Paulo Fonteles, UBS Cedere, UBS Vila Sansão.

Escolas

Antônio Matos, Mário Lago, Irmã Laura, Pingo de Gente, Associação Nova Vitória, Milton Martins, Terezinha de Jesus, Dorothy Stang, Fernando Pessoa, Nelson Mandela, Eunice Moreira, Novo Horizonte, Eurides Santana, Carlos Drumond, Dona Rosa, Josias Leão, João Prudêncio, Faruk Salmem.

Sobre a doença

O sarampo é uma doença infecciosa grave, ocasionada por um vírus que pode ser letal. A transmissão ocorre por meio da tosse, fala, espirro ou respiração de pessoas contaminadas. A única maneira eficaz de evitar o sarampo é por meio da vacina. Os principais sintomas surgem entre 10 e 14 dias e ocasionam febre acompanhada de tosse, irritação nos olhos, nariz congestionado ou com corisa escorrendo e mal-estar intenso. Outros sinais podem surgir como manchas vermelhas no rosto e atrás das orelhas que ainda podem se espalhar pelo corpo. Entre as complicações mais comuns decorrentes do sarampo estão infecções bacterianas como pneumonia ou otite (inflamação no ouvido). Também podem ocorrer sequelas mais graves, como encefalite (infecção cerebral) e lesões cerebrais.

Publicidade

Veja
Também