Saque extraordinário do FGTS de até R$ 1 mil: Saiba como fazer

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O governo federal anunciou, nesta quinta-feira (17), a liberação do saque de até R$ 1 mil por trabalhador das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), ativas ou inativas, até 15 dezembro.

O benefício vai ser concedido aos cidadãos vinculados ao FGTS que tenham saldo disponível nas contas ativas e inativas. A previsão é de que cerca de 40 milhões de pessoas sejam contempladas.


Saque facultativo
O novo saque, no entanto, é facultativo ao trabalhador. O trabalhador que não quiser retirar os recursos tem até 10 de novembro para cancelar o crédito. O chamado desfazimento deve ser solicitado pelo Caixa Tem. Para quem não pedir o cancelamento nem movimentar o dinheiro até 15 de dezembro, os valores serão devolvidos à conta do FGTS.

Como será feito o crédito?
O crédito dos valores será realizado por meio de conta poupança social digital, o Caixa Tem.

A movimentação do valor do saque emergencial poderá, inicialmente, ser realizada por meio digital com o uso do aplicativo Caixa Tem, sem custo.

O app Caixa Tem está disponível para download gratuito em Android e iOS.

Após o crédito dos valores na conta poupança social digital, já será possível pagar boletos e contas ou utilizar o cartão de débito virtual e QR code para fazer compras em supermercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos, por meio do aplicativo.

Saque extraordinário do FGTS — Foto: Economia g1

Saque extraordinário do FGTS — Foto: Economia g1

veja também