Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Secretaria de Saúde de Curionópolis realiza dia D contra influenza

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

No sábado (19), todos os postos de saúde de Curionópolis estiveram abertos para receber a população no Dia D contra a influenza. A campanha contou com o envolvimento de mais de 76 profissionais.

A expectativa é imunizar pelo menos 3.977 pessoas do município, durante toda a campanha que encerrará no dia primeiro de junho. A eficácia da campanha é atingir 90% do público-alvo que faz parte do grupo de risco. Para isso o município não mediu esforços para disponibilizar a vacina ao alcance de toda comunidade.


“A vacinação contra a Influenza é de máxima importância pois ajuda a reduzir o número de hospitalizações por pneumonia e reduzir a mortalidade na maior parte dos casos de doenças relacionadas a Influenza”, explicou a Secretária de Saúde, Kelma Silva.

Ana Maria, dona de casa, foi uma das primeiras a ser vacinadas no Posto de Saúde Panorama. “Eu acho ótimo essa campanha de vacinação é uma forma da gente se proteger e cuidar da saúde”.

Para alcançar até mesmo as localidades mais distantes, a secretaria de saúde usou como estratégia deslocar equipes para realizar a vacinação em toda a comunidade da zona rural. “Entendemos que é difícil o deslocamento e acesso dessa população”, complementou Kelma. Dessa forma facilitar a vacinação nessas comunidades demonstra o compromisso do município em imunizar o máximo de pessoas que possível.

A prioridade é imunizar idosos a partir dos 60 anos, pessoas portadoras de doenças crônicas, grávidas, mulheres pós-parto até 45 dias, crianças a partir de seis meses até cinco anos, professores e profissionais da saúde.

Para receber a vacina basta apresentar em qualquer posto de saúde da cidade um documento pessoal e o cartão de vacina. No caso das mulheres que tiveram filhos em até 45 dias também é necessário documento que comprove a gestação, que pode ser o cartão da gestante ou certidão de nascimento do filho. Já no caso de professores e profissionais da saúde, um documento que comprove vínculo profissional.

Publicidade

Veja
Também