Publicidade

Sem dó nem piedade, homem mata colega de trabalho e pede para patrão avisar a polícia

A Polícia Civil de Marabá assumirá a investigação do assassinato de Antonio da Silva Cunha Filho, vulgo DJ. O crime ocorreu na madrugada desta quinta-feira (3), em uma propriedade rural conhecida como “Terra Roxa”.

O proprietário do local esteve em Parauapebas para registrar um boletim de ocorrência sobre o caso, haja vista que a “Capital do Minério” está mais próxima da propriedade rural do que Marabá.


De acordo o empresário, no mês passado ele precisou contratar um trabalhador e encontrou uma pessoa conhecida por Baiano, moreno de cabelos brancos e aproximadamente 52 anos. Ele passou a trabalhar com demais empregados do local.

Era por volta das 2 horas da madrugada desta quinta (3) quando o proprietário da terra recebeu uma ligação privada de Baiano que afirmava que acabara de matar Antonio da Silva. Baiano também pediu que o empresário acionasse a polícia, porém, fugiu da cena do crime e não foi mais avistado.

O cadáver de DJ estava em meio a uma poça de sangue. Acredita-se que ele foi morto atingido por balas disparadas por Baiano.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu