SEM EXPEDIENTE: Prédio da Prefeitura de Parauapebas é alvo de manifestação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Desde as primeiras horas desta terça-feira, 3, membros de entidades representativas de moradores de diversos bairros interditaram a entrada do prédio da Prefeitura Municipal de Parauapebas, onde pediram a evacuação de todos os funcionários e prestadores de serviços, e aguardam a resposta do prefeito Darci Lermen referente a diversas pautas.

Entre as principais pautas está o subsídio de R$ 20 mil para pagamento de parcelas atrasadas junto à loteadora, provento aprovado há cerca de dois anos. A outra é a mediação junto à justiça e loteadora para a derrubada de centenas de ordens de reintegração de posse em favor das loteadoras previstas para os próximos dias.


De acordo com Jorge Silva, presidente da Cooperativa dos Pequenos Agricultores de Parauapebas, que ali representa um grupo de pessoas presentes no ato, o esforço de tratar com o chefe do executivo foi em vão, tendo este enviado representantes para tratar com as lideranças na tentativa de evitar o ato hoje realizado. “Não podemos dar mais tempo, pois, as famílias estão perdendo suas moradias ao serem tiradas de suas casas por não conseguir pagar as parcelas”, explica Jorge, dando conta de que não sairão do local até que tenham uma resposta satisfatória.

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar teve acesso ao interior da Prefeitura Municipal de Parauapebas, em cujo local não visualizou nenhum servidor. Por telefone, foi pedida uma NOTA que possa esclarecer a respeito do assunto. Porém, a ASCOM respondeu que aguarda posicionamento do Gabinete do prefeito interino, João do Verdurão.

veja também