Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Seminário discute qualificação profissional nas regiões de Carajás e Araguaia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A ação, promovida pela Secretaria de Estado de Assistência Social, Trabalho, Emprego e Renda (Seaster), objetiva identificar as principais demandas de qualificação profissional em 8 regiões administrativas que compõem o estado, na conjuntura de desenvolvimento econômico e social.

De acordo com dados do Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), somente no primeiro semestre de 2015, foram admitidos na região de Carajás mais de 70 mil trabalhadores e na região do Araguaia, foram mais de 25 mil pessoas admitidas no mercado de trabalho. Os municípios de Parauapebas, Marabá, Redenção e Xiguara aparecem como os que mais admitiram trabalhadores em 2014.


“A região tem forte produtividade na pecuária, mineração, além da construção civil, siderúrgica, entre outras, que mostra o amplo mercado de trabalho presente no sul e sudeste paraense”, disse o secretário adjunto da Seaster, Everson Costa.

Segundo Everson, “a identificação de demandas de qualificação através dos municípios é uma proposta pioneira do governo do estado de construção do plano estadual de qualificação social e profissional ao trabalhar com a descentralização e o reconhecimento da pluralidade e diversidade regional do Estado”.

A secretária municipal de ação comunitária, trabalho e cidadania de Marabá, Nájila Marino, que na ocasião estava representando o prefeito de Marabá, ressaltou a importância do governo em fortalecer a política de emprego e renda numa região com grandes empreendimentos. “Vivemos ainda uma realidade em que as grandes empresas empregam pessoas de outros estados, pois não encontram trabalhadores qualificados para as vagas na nossa região. Então esse seminário é fundamental para que possamos dizer quais as vagas de emprego disponíveis para os nossos municípios para podermos realizar as qualificações em concordância com o nosso mercado”, disse.

A diretora de qualificação e empreendedorismo da Seaster, Ruth Campos, explicou como os municípios devem preencher o formulário com as demandas em conformidade com as necessidades de qualificação nos municípios, dentro da sua realidade, para que se possa garantir o acesso dos trabalhadores as vagas de emprego, por meio da qualificação.

“As orientações que recebemos no seminário foram fundamentais para que possamos identificar nossas demandas de acordo com as nossas especificidades e assim, enfrentar a crise econômica do país fortalecendo a qualificação profissional e tornando nossos trabalhadores competitivos para o mercado de trabalho”, destacou o prefeito de São Domingos do Araguaia, Pedro Patrício.

O representante da Comissão Estadual de Emprego, Manuel Pontes, destacou a importância do fortalecimento das comissões municipais de emprego na questão do controle social. “As comissões devem se fortalecer para poder participar desses momentos de construção de planos para poder depois cobrar do poder público as ações que ficaram pactuadas”, ressaltou.

O seminário contou com a participação de representantes de 15 municípios da região por meio das Secretarias Municipais de Assistência Social e Trabalho, dos membros de Comissões Estadual e Municipais de Emprego, coordenadores de postos dos Sistema Nacional de Emprego (Sine), Sistema “S” e da associações.

Reportagem: Inara Soares

Publicidade

Veja
Também