Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

SEMSA amplia o número de atendimentos a pacientes que necessitam de hemodiálise

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O dia 12 de novembro marca mais um bom momento na saúde publica de Parauapebas, pois foi inaugurado nesta manhã no Hospital Geral de Parauapebas (HGP) a “sala azul” a nova ala de hemodiálise, contemplando com mais 5 novos aparelhos.
Após grandes esforços a rede de saúde pública poderá oferecer aos pacientes que anteriormente precisavam se deslocar de Parauapebas para outros municípios (Marabá e Ulianópolis), para realizar o tratamento de hemodiálise, hoje o HGP pode receber esses pacientes em uma nova ala, com ambiente aconchegante, com equipamentos novos, de qualidade proporcionando excelente tratamento aos que precisam.
O serviço de hemodiálise iniciou com 10 máquina fresenius 4008s, hoje o Hospital Geral de Parauapebas conta com 18 máquinas de alta capacidade.
Para o secretário de saúde do Parauapebas, Gilberto Laranjeiras, a ampliação traz benefícios aos usuários. “Sem dúvidas hoje é um dia importante para a saúde pública do nosso município, passamos de 53 atendimentos para 79 pacientes assistidos. Isso reflete no diretamente na rotina e segurança do paciente que não precisa se deslocar para o município de Marabá para realizar sua hemodiálise, agora, tem a segurança e tranquilidade de fazer próximo a sua residência”, ressalto o responsável da pasta da Saúde de Parauapebas.
Hemodiálise é um procedimento através do qual uma máquina limpa e filtra o sangue, ou seja, faz parte do trabalho que o rim doente não pode fazer. O procedimento libera o corpo dos resíduos prejudiciais à saúde, como o excesso de sal e de líquidos. Também controla a pressão arterial e ajuda o corpo a manter o equilíbrio de substâncias como sódio, potássio, uréia e creatinina. Em média cada paciente realiza três sessões de hemodiálise por semana, que dura cerca de 3 a 4 horas.
Para o senhor José Batista Sobrinho, 64, que há dois anos realiza o procedimento a ampliação do atendimento de hemodiálise veio para trazer mais conforto em seu tratamento. “Estou muito satisfeito com essa sala, era muito desconfortável ir para Marabá para fazer a hemodiálise, agora chego mais cedo em casa e com segurança” enfatiza.

Publicidade

Veja
Também