Setor de serviços recua 0,7% em outubro no Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Após quatro meses de resultados positivos consecutivos, o setor de serviços no Pará recuou 0,7% na passagem de setembro para outubro, desacelerando frente às altas dos meses anteriores. Apesar da queda, o ganho acumulado de 19,2% supera as perdas causadas pela pandemia. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada na última sexta-feira (11), pelo IBGE
O resultado do mês de outubro, apesar de negativo, mantém o setor de serviços em situação de estabilidade. O forte crescimento observado nos meses anteriores, com ganho acumulado de 19,2%, compensou as perdas de 16,6% geradas pela pandemia entre março e maio. A desaceleração tende a ser uma consequência natural e representa acomodação, uma vez que as quedas de março e abril foram muito expressivas, o que fez com que os meses seguintes de recuperação também tivessem altas intensas.
Em relação a outubro de 2019, o setor cresceu 2,6%, indicando que no outubro de 2020 o volume de serviços foi ainda superior ao observado em ano sem pandemia. No acumulado do ano, cuja base é igual período do ano anterior, houve queda de 1,8%.
Entre as atividades que integram o setor de serviços e são monitoradas pela pesquisa estão: Alojamento, Transportes, Alimentação e Informação e comunicação.

Publicidade

veja também