Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Sikêra Jr., apresentador da Rede TV, está com coronavírus

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Diagnosticado com o novo coronavírus, o apresentador Sikêra Júnior, da RedeTV!, falou, nesta quarta-feira, sobre o diagnóstico recebido. Ele aproveitou para desmentir boatos sobre o comprometimento dos pulmões por conta da infecção.

“É uma surpresa, né? A gente acha que só pega fogo na casa do vizinho. E a vida me deu essa lição. A gente não acredita enquanto não acontece com a gente, né? A gente não acredita. Enquanto acontece com o nosso vizinho, normal. Mas quando acontece conosco, a história é outra”, destacou o comandante do “Alerta Nacional”, ao participar, de casa, do programa que apresenta diariamente.


Durante a pandemia, Sikêra chegou a dar declarações contrárias ao isolamento social. Ele, assim como o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendia, de modo veemente, o isolamento vertical — que preserva apenas grupos de risco, como os idosos.

Em março, Sikêra ironizou a recomendação dos órgãos da saúde para que as pessoas ficassem em isolamento social.

 

Contraprova positiva

Na última quarta, Sikêra disse, ao vivo, estar se sentindo mal. Na ocasião, ele garantiu se tratar apenas de uma gripe. No dia seguinte, o apresentador participou, de casa, do “Alerta Nacional” e explicou que o teste para o coronavírus havia dado negativo. Agora, segundo ele, um segundo exame indicou o diagnóstico positivo.

“Estou bem acompanhado, tomando a medicação e seguindo à risca o que me orientaram. Pedi a Deus que eu passe por essa. É um vírus longo, a ciência está brigando para conseguir uma fórmula nova”, acrescentou.

Durante a conversa, Sikêra afirmou que contraiu o coronavírus por meio da enfermeira responsável por cuidar de sua esposa. Segundo ele, a profissional frequentou sua casa sem saber que estava infectada.

O “Alerta Nacional” é gerado pela TV A Crítica, afiliada da Rede TV! em Manaus. O mais recente boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado nesta quarta, aponta que o estado já registrou 4.801 casos da doença e 380 mortes. Segundo o governador Wilson Lima (PSC), o estado vai endurecer as regras de isolamento nos próximos dias.

Publicidade

Veja
Também