Sindicato dos Jornalistas do Pará divulga Nota de Repúdio pelo assassinato de “Chocolate”

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nota de Pesar e Repúdio pelo assassinato do jornalista Eranildo Ribeiro da Cruz

“A diretoria executiva do Sindicato dos Jornalistas no Estado do Pará (Sinjor/PA), Diretoria Regional do Tapajós (DRTap) do Sinjor-Pa e a Comissão de Liberdade de Imprensa da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará (OAB-PA) vem a público conjutamente expressar profundo pesar pelo brutal assassinato do jornalista Eranildo Ribeiro da Cruz, no distrito de Monte Dourado, do município de Almeirim (PA). As entidades se solidarizam com os familiares, amigos e colegas de Eranildo.


O jornalista popularmente conhecido como “Chocolate”, esteve a frente do jornal impresso “Tribuna Regional” com relevantes coberturas em assuntos de politica e movimentos sociais na região e no município Laranjal do Jari no estado do Amapá (AP). Eranildo era um militante social sempre solidário e amigo de todos e todas.

As entidades acompanham o caso em contato com os familiares e cobram uma investigação rigorosa do crime pela Polícia Civil.

O Sinjor-PA e a Comissão de Liberdade de Imprensa da OAB-PA reforçam sua solidariedade aos amigos e familiares de Eranildo da Cruz e repúdio a esta violência”.

 

Diretoria Executiva do Sinjor-Pa
Diretoria Regional do Tapajós do Sinjor-Pa (DRTap)
Comissão de Liberdade de Imprensa da OAB-PA

veja também