Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Sindicato dos Servidores Públicos aceita proposta de reajuste salarial, mas estado de greve continua

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Depois de quatro mesas de negociação, muita articulação nos bastidores e manifestação pública, os servidores públicos municipais representados pelo SINSEPPAR (Sindicato dos Servidores Públicos de Parauapebas), aceitaram o percentual de reajuste salarial oferecido pelo governo municipal. Na mesma assembleia, ocorrida na noite de ontem, terça-feira, 5, foi aceito ainda o novo valor do Vale Alimentação.

A confirmação foi encaminhada via ofício do sindicato para o Gabinete do prefeito Valmir Mariano, dando como aceite os 11,28% de reajuste salarial e os R$ 445 do Vale Alimentação.


Levando em conta que a data base é 1º de janeiro, o retroativo do reajuste salarial será pago em três parcelas sendo a primeira em abril, a segunda em maio e a terceira e última em junho. O parcelamento vale também para o retroativo do Vale Alimentação.

O reajuste salarial oferecido pelo governo municipal foi baseado no INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor). Mas vários Municípios da região não seguiram este índice, reajustando bem a baixo da média deixando Parauapebas como o que deu maior reajuste aos seus servidores.

ESTADO DE GREVE CONTINUA

A Assessoria de Imprensa do Sinseppar afirmou através de nota que apesar da categoria ter aprovado o reajuste salarial, o estado de greve continua: “O Sindicato destaca que vem solicitando reabertura da mesa de negociação desde agosto de 2015, e lamentavelmente o Governo Municipal vem protelando, na busca de se beneficiar da legislação eleitoral, para restringir benefícios aos servidores públicos. O SINSEPPAR encaminhou o Ofício nº 073/2016 ao Prefeito, solicitando a reabertura imediata da Mesa de Negociação, para discussão da presente pauta, considerando que se não houver avanço nas negociações a Assembleia Geral se reunirá para decretar Greve”, enfatizou a nota do Sindicato.

Reportagem: Francesco Costa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também