Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Sinseppar sinaliza fim da greve, mas educadores continuam de ‘braços cruzados’

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na tarde da última sexta-feira (10) representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Parauapebas (Sinseppar) e do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Pará (Sintepp), participaram com o Prefeito Valmir Mariano (PSD), de uma importante mesa de negociação que tinha como objetivo ouvir os representantes dos servidores públicos que estavam em greve há 10 dias no município.

Após uma extensa conversa, Valmir Mariano negociou com os servidores públicos as pautas apresentadas e após a reunião, ali mesmo nas dependências da Prefeitura Municipal, representantes do Sindicato dos Servidores Públicos de Parauapebas se reuniram e decidiram decretar o fim da greve, tendo em vista que o Prefeito sinalizou que iria atender as reivindicações.


Sinseppar

A rodada de negociação se deu na sala de reuniões do Gabinete do Prefeito, com mais de 3 horas de duração, onde inicialmente o Governo demonstrou-se relutante em abonar os dias paralisados pelos servidores, mas logo em seguida a equipe de governo apresentou proposta de abonar apenas 50% dos dias parados, que mais uma vez foi recusada pelo sindicato.

Após exaustiva negociação desta pauta e a demonstração de bom senso por parte do prefeito, chegou-se ao consenso de que o movimento grevista tem abonado 100% dos dias paralisados.

PROCESSO DE REAJUSTE JUDICIAL

Quanto ao processo de reajuste judicial, o SINSEPPAR encaminhou proposta junto ao governo de que no próximo dia 13 de junho (segunda-feira), às 10h, estariam sentando uma equipe do SINSEPPAR e da SEMAD, para dar início ao levantamento de todos aqueles servidores que tem direito ao reajuste judicial, porém, não recebem. Em seguida, depois do levantamento dessas informações, o governo apresentará um cronograma de pagamento a todos aqueles servidores que fazem jus a este direito.

RETROATIVO DO REAJUSTE SALARIAL E VALE ALIMENTAÇÃO

Quanto ao pagamento do retroativo, o prefeito Valmir apresentou proposta inicial de pagamento em 3 parcelas, onde o pagamento referente ao mês de fevereiro seria pago até o dia 10 de julho, o mês de março até 10 de agosto, e o mês de abril até o dia 10 de setembro. Esta proposta foi imediatamente recusada pelos sindicatos. Em seguida, o prefeito reuniu-se com sua equipe de governo e apresentou uma nova proposta de pagamento sendo em 2 parcelas, onde o mês de fevereiro será pago até 10 de julho, e os meses de março e abril, até o dia 10 de agosto.

PAUTAS ESPECÍFICAS

Nas pautas específicas, deliberou-se um cronograma de agendas para cada secretaria, onde no próximo dia 15 de junho (quarta-feira), às 16h, no Gabinete do Prefeito será aberta a mesa de negociação da Assistência Social, onde participarão membros do SINSEPPAR, servidores da assistência, representantes da secretaria e do gabinete do prefeito.

No dia 16 de junho (quinta-feira), às 17h, será aberta a mesa de negociação específica da SEMSA, com representantes do SINSEPPAR, servidores da secretaria de saúde, secretário de saúde e representante do gabinete do prefeito. Dentre os pontos a serem tratados nesta reunião, incluem-se o chamamento dos Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Combate a Endemias, Enfermeiros e Técnicos de Enfermagem.

O Prefeito Valmir assumiu ainda o compromisso de que ao ser identificado dificuldades no dialogo das pautas, estaria à disposição de para convocação e contribuição no avanço das mesmas.

Após cansativa negociação e a apresentação das propostas, a comissão de negociação do SINSEPPAR encaminhou-se até os servidores que aguardavam no hall de entrada da PMP, para apresentação das propostas e deliberação das mesmas, as quais foram aprovadas por unanimidade pelos servidores presentes na assembleia.

Educação continua em greve

Reunida em Assembleia Geral, realizada no plenário da Câmara Municipal de Parauapebas, ainda na sexta-feira (10), a categoria dos trabalhadores rejeitou a proposta apresentada pelo Governo Municipal e deliberou pela manutenção da greve. Portanto, o Sintepp informa que a greve dos trabalhadores da educação está mantida e convoca toda a categoria da educação para um ato público em frente à prefeitura no dia 14 de junho a partir das 8h00.

De acordo com Rosemiro Laredo, Coordenador Geral do Sintepp em Parauapebas, as principais pautas do movimento grevista são: Pagamento integral do retroativo, pagamento imediato das progressões já processadas, nomeação dos membros eleitos para o Conselho de Educação, cronograma de reformas e construções de escolas, apresentação das prestações de contas do FUNDEB e CAE, apresentação das folhas de pagamento da PMP, retomada das reuniões da comissão de avaliação para avaliar os novos processos de progressões.

Publicidade

Veja
Também