Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Tráfico de drogas, desacato, resistência e desobediência levam casal para a cadeia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Polícia Militar tem feito um excelente trabalho de repressão ao crime em Parauapebas, onde tem alcançado excelentes resultados notados nos índices da criminalidade e na sensação de confiança da população.

O trabalho é feito com rondas em todos os bairros com o objetivo de identificar pessoas com atitudes suspeitas. De acordo com o comandante do 23º Batalhão de Polícia Militar (BPM), Tenente Coronal Gledson Santos, as viaturas ficam disponíveis em pontos estratégicos nos bairros de onde conseguem dar retorno imediato, melhorando assim o tempo resposta em relação ao momento da ocorrência dos crimes.


Um exemplo de resultado do trabalho da polícia em Parauapebas, ocorreu na última quinta-feira (3), momento em que policiais faziam rondas pelo Residencial Alto Bonito, quando avistaram dois suspeitos em uma moto vermelha, sendo que o da garupa ao avistar a guarnição demonstrou sinais de nervosismo, saltou da motocicleta e saiu correndo.

Isso foi motivo para que a viatura fizesse o acompanhamento do mesmo, e no momento em que foi detido e feito a busca pessoal, foi encontrada uma trouxa pequena contendo alguns gramas de substância análoga a crack. Ainda de acordo com informações vindas da Polícia Militar, o cidadão resistiu, sendo desobediente, motivo que se fez necessário o uso progressivo da força para algema-lo.

No ato da prisão, o acusado ofereceu propina aos policiais e afirmou ter mais quantidade da substância em depósito na sua residência na Rua apóstolo Paulo, Bairro Betânia. “Logo nos deslocamos para o local com o apoio da VTR da área, e lá foi verificado a veracidade dos fatos, onde a esposa do delator tinha em depósito outros tipos de entorpecentes”, afirmou a Polícia Militar, detalhando ser mais 482 gramas de substância análoga a maconha, 41,9 gramas de substância análoga a cocaína e 25,8 gramas de crack.

Diante do flagrante na residência, o casal foi conduzido até a 20ª Seccional de Polícia Civil e apresentado à autoridade competente para tomada de procedimentos cabíveis. O filho do casal, de apenas cinco anos de idade, que também estava na residência, foi conduzido e encaminhado ao conselho tutelar.

Publicidade

Veja
Também