TSE decide manter decisão que torna Simão Jatene inelegível

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O caso de Simão Jatene foi apreciado pelo Plenário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nesta quinta-feira (21) e terminou – por unanimidade – com a manutenção da decisão que impede o ex-governador do Pará de se candidatar a um cargo político até 2022. Jatene é acusado de abuso de poder político e econômico. Jatene teria usado o programa do Cheque Moradia com finalidade de garantir votos para a eleição de 2014.

A primeira decisão, proferida pelo TRE (Tribunal Regional Eleitoral), foi em março de 2017. Na ocasião, foram quatro votos favoráveis e dois contra a perda do mandato do governador.


veja também