Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

UFRA Parauapebas suspende aulas por conta da greve dos caminhoneiros

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A greve nacional dos caminhoneiros que ocorre em várias partes do Brasil, vem afetando em cheio vários serviços que dependem direto ou indiretamente do combustível de veículos, que a cada dia está mais difícil se encontrar nos postos de Parauapebas.

Durante a manhã desta segunda-feira (28), as aulas do Campus de Parauapebas da Universidade Federal Rural da Amazônia (UFRA), foram suspensas. Acompanhe abaixo um comunicado emitido pela reitoria da UFRA:


“A Reitora em exercício da Universidade Federal Rural da Amazônia, Professora Janae Gonçalves, em acordo com a Pró-Reitoria de Ensino, Diretorias dos Campi e Institutos decide por suspender as aulas no próximo dia 28 (segunda-feira) do mês em curso, em todos os campi da UFRA. Informa ainda que o Calendário Acadêmico será ajustado assim que todas as atividades retornem à normalidade para que não haja prejuízos aos discentes. A suspensão das aulas deve-se à paralisação dos caminhoneiros que ocasionou desabastecimento de combustível, afetando a região metropolitana de Belém e demais municípios do Estado do Pará, dificultando o deslocamento de discente, docente e técnicos de educação para os Campi Belém, Capanema, Capitão Poço, Paragominas, Parauapebas e Tomé-Açu. As demais atividades deverão permanecer funcionando normalmente. A Reitoria recomenda aos gestores que tenham compreensão e sensibilidade a possíveis atrasos ou ausências de servidores docentes e técnicos por conta da descontinuidade de alguns serviços que atingem toda a população. A Reitoria se manterá em contínua avaliação da situação, e, se necessário, tomará outras providências referentes a manutenção da suspensão das aulas ou à atividades administrativas.
Recomenda-se à comunidade Ufraniana que acompanhe as informações oficiais que serão divulgadas no portal da UFRA e por outros meios oficiais sobre o desenrolar da situação e ao final da tarde de segunda-feira, fará nova avaliação da situação em conjunto com a Administração Superior, e emitirá novo comunicado a respeito do assunto. A medida visa salvaguardar a comunidade acadêmica”, assinou o documento a professora Janae Gonçalves, Reitora em Exercício da UFRA.

Publicidade

Veja
Também