Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Vale diz que políticas públicas voltadas à reforma agrária não são de competência da iniciativa privada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Integrantes da Federação Estadual dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (FETRAF-PA), interditam a Estrada de Ferro Carajás (EFC) em Parauapebas.

Sobre a interdição, a mineradora Vale encaminhou a seguinte nota ao Portal Pebinha de Açúcar, confira na íntegra:


“A Vale informa que a Estrada de Ferro Carajás (EFC) foi invadida e segue interditada desde a sexta-feira (14/04), no km 859 da ferrovia, no município de Parauapebas (PA), por integrantes ligados a Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar – FETRAF.
Os invasores colocaram paus, pneus e outros obstáculos sobre a ferrovia, ateando fogo, e estão reivindicando a presença da Superintendência do Incra, Prefeito de Parauapebas, ICMBio e também da Vale com pautas relacionadas às áreas invadidas da empresa.
A Vale reforça que políticas públicas voltadas à reforma agrária não são de competência da iniciativa privada. A Vale esclarece que vem cumprindo acordo firmado com o Incra, tendo atendido a todas as solicitações de documentos e informações solicitadas pelo órgão, que é a instituição responsável para dar soluções à questão de modo justo e legal.
Por causa da interdição, o total de dois mil usuários não realizaram suas viagens por meio do Trem de Passageiros, além do impacto às operações da ferrovia e do transporte de outras cargas como o combustível, que abastece a região do sudeste do Pará.
A Vale informa também que já adotou as medidas judiciais para reintegração da ferrovia e que os responsáveis serão criminalmente responsabilizados. É importante alertar que toda pessoa que motiva ou participa de interdição de ferrovia, de faixa de domínio e de vias de acessos estará sujeita a responder a inquérito policial pelo crime de perigo de desastre ferroviário, e responderá a ação penal com aplicação de multa e prisão, de acordo com a decisão judicial.
Sobre o Trem de Passageiros
Devido à interdição na EFC, o Trem de Passageiros da EFC não circulou hoje (15/4), quando faria o percurso de São Luís (MA) a Parauapebas (PA) e também não poderá circular amanhã, domingo (16/4), dia de saída de Parauapebas (PA) a São Luís (MA). Os passageiros que já haviam comprado seus bilhetes podem ir às Estações de Passageiros para realizar remarcação ou solicitar reembolso. Mais informações podem ser obtidas, com ligação gratuita pelo Alô Ferrovias: 0800 285 7000”.

Publicidade

Veja
Também