Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Vale lidera pagamento de royalties de mineração; veja quem mais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A mineradora multinacional Vale já pagou pouco mais de R$ 400 milhões a título de Compensação Financeira pela Exploração Mineral (Cfem), também chamada de royalty de mineração. Ela é, de longe, a líder no repasse da compensação por ser, também, a maior produtora isolada de minérios no Brasil. A conta de seus mais de R$ 400 milhões distribuídos a governos (federal, estaduais e municipais) considera suas controladas, entre as quais a Salobo Metais, que, sozinha, já gerou R$ 32,84 milhões em royalty pelo cobre extraído no município de Marabá.

A Associação Paraense de Engenheiros de Minas (Assopem) ranqueou os 30 maiores pagadores de royalties deste ano, considerando-se o período de janeiro a maio, conforme dados da Agência Nacional de Mineração (ANM).


Na lista, além das mineradoras tradicionais, constam empresas cujo negócio principal não é, nem de longe, a mineração, mas pagam royalties dado o caráter da operação. A Coca-Cola e a Nestlé, por exemplo, estão no topo nacional da retirada de água mineral para produção de refrigerantes e produtos lácteos e, assim, estão entre as maiores pagadoras da Cfem.

Confira o ranking, que traz as mineradoras mais valiosas para prefeituras e governos. Na lista, cada empresa é acompanhada da commodity que mais gera royalty. Vale ressaltar que este ano, até o momento, as mineradoras já empurraram R$ 852,97 milhões em Cfem aos governos, para que estes invistam na melhoria da qualidade de vida das populações que tomam conta.

Fonte: Assopem

Publicidade

Veja
Também