Publicidade

Velório no Ceará é interrompido após morto “apertar” mão da esposa

Ao notarem as reações do morto, os parentes dele chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que constatou que Raimundo de fato havia morrido. Foto: Imagem Ilustrativa/Pixabay

O velório de um homem identificado como Raimundo Bezerra de Sousa, de 61 anos, foi interrompido depois que ele apresentou sinais vitais e apertou a mão da esposa. Testemunhas também afirmam que o corpo transpirou e se mexeu no caixão. O caso aconteceu na sexta-feira (16), na cidade cearense de São Luís do Curu, a cerca de 80 km de Fortaleza.

Raimundo estava preso no município de Trairi, onde passou mal. Ele foi internado no hospital de Itapipoca, mas morreu na quinta-feira passada (15). Ao notarem as reações do morto, os parentes dele chamaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que constatou que Raimundo de fato havia morrido. Durante a avaliação, ele teria chegado a apertar a mão de uma enfermeira e dado sinais de respiração.


Não satisfeita, a família teria levado o corpo até o hospital em São Luís do Curu, mas novamente o óbito foi constatado. O cadáver de Raimundo voltou para o cemitério da cidade, onde estava sendo velado, e ele foi sepultado por volta das 18h.

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu