Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Vereador denuncia prefeito de Canaã dos Carajás por improbidade administrativa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Confirmando todas as pesquisas de intenção de votos realizadas durante a campanha de reeleição do prefeito de Canaã dos Carajás, Jeová Andrade (PMDB) foi reeleito para mais um mandato que se iniciou no dia 1º de janeiro deste ano.

Assim como apontado nas pesquisas, Jeová se reelegeu com folga deixando para traz seus dois adversários. O percentual de 65.84% lhe trouxe o generoso número de 21.643 dos 34.120 apurados nas 110 urnas eletrônicas.


Mas mesmo com tamanha aprovação nas urnas, Jeová Andrade é alvo de duras críticas na Câmara Municipal de Canaã dos Carajás por parte da maioria dos vereadores. Exemplo claro e visto em sessão realizada na última quarta-feira (7), quando o vereador Wilson Leite (PDT) criticou a falta de prioridade de necessidades mais urgentes da população. “Em tempos de vacas magras é necessário que se guarde reservas, economizar, poupar e traçar prioridades aplicando os recursos naquilo que de fato vai atender as emergências”, recomenda Wilson Leite, enumerando que as prioridades da população são: “Saúde, pois, um homem com saúde trabalha e foca nas demais coisas.
Educação, se o ensino médio que é responsabilidade do governo do Estado vai bem no município não posso medir esforços para preparar o povo para fazer uma boa faculdade e transformar o município, pois o que de fato transforma o mundo é a educação.
Emprego, pois, se o povo está passando fome, vai estar doente, e assim não tem condições de absorver os ensinos que lhe são passados, então temos que socorrer o povo”.

Ainda de acordo com Wilson Leite, é preciso cobrar do poder público o estancamento das sangrias daquilo que desvirtuam os recursos que poderiam promover saúde, educação e trabalho e até mesmo concluir as obras inacabadas que existem no município.

Uma destas sangrias apontadas pelo vereador é um processo licitatório da ordem de mais de R$ 4.2016.000.000 (quatro milhões duzentos e dezesseis mil reais) que tramita na Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás, que vai sangrar em R$ 114 mil por mês os cofres, durante 40 meses. “Esse recurso é para prestar assessoria ao nosso captador de recursos. Eu falei de prioridades e que quando um município está com dificuldades temos que traçar prioridades”, lembra Wilson, apontando ter, só deste ano, sete projetos cadastrados; e denuncia que agora vão contratar uma empresa por mais de R$ 4 milhões para prestar assistência na capitação de recursos.

De acordo com o parlamentar, assim estão tirando do município uma obra por mês, pois, ainda segundo mensurado por ele, com R$ 114 mil é possível fazer uma praça no bairro Novo Horizonte; com menos de R$ 114 mil, se conclui o campo da Vila Feitosa. “Obras que não tenho dúvidas, foram eleitoreiras, desprezadas após a reeleição. Isso sim são prioridades, e é preciso tê-las”, afirma o orador, admirando-se que na Secretaria Municipal de Assistência Social, dizem não ter dinheiro nem para cesta básica. E indaga: “Será que não é prioridade matar a fome das pessoas?!”.

O vereador denuncia a saúde pública contanto ter recebido uma mensagem, por um aplicativo de mensagens instantâneas, de uma senhora que foi fazer uma consulta e o médico pediu a ela um exame, porém, o laboratório marcou para 65 dias, mais de dois meses, prazo que ele diz estar sujeito ser quando estejam fazendo missa do 35º dia da morte dela.

Na opinião de Wilson Leite, o médico não tem como medicar o paciente sem fazer o exame; então assim como a consulta, também é prioridade o exame.

Prefeito Jeová Andrade

 

Voltando à licitação, ele compara que se vão fazer uma licitação de mais de R$ 4 milhões para contratar assessoria de contabilidade, essa assessoria é além dos serviços contábeis que já tem; ou se for para serviços jurídicos, é além do que ganham os advogados que já tem à disposição na prefeitura. “Isso é brincar com o dinheiro público”, qualifica, lembrando aos demais companheiros de parlamento que todos ali são vereadores eleitos pelo povo para fazer isso, fiscalizar o dinheiro público.

O vereador Wilson Leite diz ter uma filosofia que o dinheiro público tem que ser evitado de ser gasto, pois depois de gasto não adianta chorar o leite derramado. E dá como exemplo o Brasil, que segundo ele, vem passando por esses maus bocados por dinheiro maus gastos.

Denúncia não menos grave, que ele qualifica como improbidade administrativa, são os conselhos das autarquias, ou pior, a falta de conselhos. Segundo ele, já mandou ofícios pedindo informações a respeito de dados os dirigentes das autarquias e nenhum foi respondido. Wilson Leite conta que ninguém tem acesso às autarquias do município e pede à mesa da câmara que mande ofício ao governo municipal pedindo os nomes e as devidas informações dos presidentes das autarquias, pois isso precisa ser aprovado naquela Casa de Leis, coisa que deveria ter ocorrido em 1º de janeiro, pois, de acordo com o artigo 96 § I e II da Lei Orgânica do Município, tornam-se nulos os atos de presidentes de autarquias que não foram aprovados pela Câmara Municipal. “Aqui em Canaã dos Carajás tem presidentes de autarquia e também Procurador que não apresentou nem sua declaração de bens; diz ainda nosso regimento que é NULO o ato de quem empossou e não apresentou à câmara. O que caracteriza ainda improbidade administrativa; é algo muito sério”, lembra Wilson, advertindo os demais vereadores de que são parlamentares, e se os outros não tiveram a preocupação, eles devem ter para fazer valer seus mandatos.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também