Vereadora pede agilidade no atendimento de órgãos estaduais que atuam em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A vereadora Eliene Soares (MDB) continua com forte atuação legislativa durante as sessões ordinárias. Na sessão ordinária desta terça-feira (01), a parlamentar apresentou ao plenário três indicações com foco no alinhamento do fornecimento das políticas públicas entre o governo estadual e municipal.

Mais rapidez na entrega de documentos


A primeira Indicação (nº 425) apresentada requeria do Executivo municipal a intercessão junto ao governador do Estado, Helder Barbalho, para cobrar celeridade nos serviços de entrega de documentos pela unidade do Detran/Parauapebas.

A demora na entrega de documentos pelo Detran tem sido uma constante reclamação dos moradores de Parauapebas. “Devido à lentidão do Departamento de Trânsito do Estado do Pará, muitas pessoas têm procurado meu gabinete pedindo que nós, vereadores, intervenhamos e acionemos o Governo do Estado para agilizar a entrega de documentos de moto, carro e habilitação. Muitas dessas pessoas dependem destes documentos para trabalhar e a demora prejudica o cotidiano da comunidade”, ressaltou a vereadora.

Eliene Soares ainda explicou que esta situação é insustentável e precisa ser resolvida com celeridade, para que a população possa cumprir a legislação de trânsito, porque com a demora muitas pessoas não têm andado com a documentação veicular e de trânsito em dia, podendo ser multado ou ter o direito de dirigir suspenso.

Recursos para Ufra e IFPA

Ao apresentar a Indicação nº 426/2020, a vereadora destacou a necessidade de a prefeitura criar um grupo de trabalho para atuar junto à bancada federal do Pará como meio de fortalecer a presença e ampliação das instituições de ensino superior federais com campus em Parauapebas.

Atualmente em Parauapebas existe prestação de formação profissional pública pela Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), Instituto Federal do Pará (IFPA) e o início da oferta de cursos pela Universidade Estadual do Pará (Uepa), prevista para 2021.

Eliene Soares explicou que a Ufra e o IFPA têm sofrido com falta de recursos para expansão. Por serem instituições comandadas pela União, é necessário mobilizar e buscar as lideranças federais para garantir mais recursos e investimentos na educação superior disponível no município.

Segundo ainda a vereadora, é urgente a criação de um grupo de trabalho, a partir da Coordenadoria de Projetos e Convênios da Prefeitura de Parauapebas, para discutir com instituições federais instaladas aqui e, também, com a bancada federal em Brasília, as demandas e ampliação física da Ufra e do IFPA, a fim de que possam ser ofertados mais cursos para outros jovens.

Ampliação da URE em Parauapebas

Na ocasião, a vereadora Eliene também pediu ao Poder Executivo que afine o diálogo com o Governo do Estado, a fim de que a 21ª Unidade Regional de Ensino (URE) tenha condições de funcionamento e atendimento aos 11 mil estudantes do ensino médio do município.

A legisladora destacou que a rede estadual em Parauapebas ainda não possui infraestrutura própria. Dos três prédios próprios do ensino médio, apenas dois estão funcionando. A Escola Eduardo Angelim entrou em reforma há mais de um ano e temporariamente não tem condições de abrir as portas no início de 2021. Já a Escola Irmã Dulce, que sofreu desabamento na primeira chuva após ter sido construída e inaugurada em 2013, até hoje nunca conseguiu voltar a funcionar.

A fim de resolver as demandas da rede pública de ensino, apesar de não serem de competência da Prefeitura de Parauapebas, Eliene pediu ao governo municipal que intensifique as tratativas com o Governo do Estado para que a 21ª URE tenha plenas condições de atendimento aos estudantes do ensino médio.

Encaminhamentos

Após serem debatidas, as indicações foram colocadas para votação parlamentar. Com a aprovação unânime, as proposições serão enviadas ao Poder Executivo para análise e possível implementação dos pedidos.

Publicidade

veja também