Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Vereadores sugerem realização de leilão de veículos apreendidos pelo DMTT

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

De acordo com Ivanaldo Braz (PSDB) e Joelma Leite (PSD), é grande o número de veículos apreendidos pelo Departamento Municipal de Trânsito e Transporte de Parauapebas (DMTT), devido a irregularidades e que, por diversos motivos, são abandonados pelos donos. Tal situação acaba gerando problemas à administração pública municipal, que, como responsável pelo bem, precisa arcar com os custos para sua preservação, que vão desde a manutenção de local apropriado para alocação, até a vigilância permanente dos bens.

Objetivando buscar uma solução para este problema, os vereadores sugeriram ao prefeito Darci Lermen, por meio da Indicação nº 171/2018, que realize um leilão de veículos automotores apreendidos pelo DMTT e não reclamados por seus proprietários no prazo legal.


“Essa iniciativa se faz necessária para acabar com problemas como a superlotação dos pátios públicos com veículos apreendidos e não reclamados e alto custo para preservação dos mesmos, bancado pelos cofres públicos municipais. A proposição permitirá arrecadação para o desenvolvimento de políticas públicas pela administração municipal e ainda proporcionará ao cidadão parauapebense a oportunidade de adquirir um veículo por preço razoável. Entendemos que esta iniciativa atende à expectativa de todos os envolvidos, contribui com a eficiência da gestão pública e colabora com a organização do trânsito de nossa cidade”, justificaram os parlamentares na proposição.

Veículos apreendidos

Braz e Joelma ressaltam na proposição a importância da atuação do DMTT na realização de campanhas educativas, aplicação de sanções ou mesmo na retirada de veículos irregulares das ruas de Parauapebas, ações que contribuem com a organização do trânsito no município.

Destacam ainda que os veículos apreendidos são recolhidos a um pátio específico. Após a apreensão, a legislação vigente estabelece um prazo ao proprietário do veículo para regularizar a situação que ensejou a apreensão. Regularizada a situação, o veículo é liberado e poderá circular regularmente. Entretanto, muitos desses veículos são abandonados de vez pelos proprietários. Somente estes é que seriam encaminhados para leilão.

Aprovação

A Indicação nº 171/2018, que foi apreciada na sessão da Câmara Municipal da última terça-feira (22), obteve aprovação unânime e será enviada para análise do prefeito Darci Lermen e do secretário municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão, Wanterlor Bandeira.

Reportagem: Nayara Cristina

Publicidade

Veja
Também