Single Posts
Confirmados
27.118
Single Posts
Recuperados
17.094
Single Posts
Óbitos
184

 Publicidade

Viaduto começa a ser demolido em Parauapebas; veja como ficará o local após as obras

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Viaduto começa a ser demolido em Parauapebas; veja como ficará o local após as obras

Secretaria Municipal de Obras divulgou maquete das obras que serão feitas no local do antigo viaduto

Em todo o percurso a sinalização está à disposição dos condutores para minimizar o desconforto, comum em momento de realização de obras. Assim, com a primeira etapa da demolição do viaduto existente no local em que cruza as rodovias PA-160 e PA-275, o trânsito naquelas proximidades sofreu alteração, sendo orientado tanto por agentes do Departamento Municipal de Trânsito e Transportes de Parauapebas (DMTT), como também com placas para quem vem em todos os sentidos.

De acordo com Éder Alves, engenheiro responsável pela demolição e construção das obas que substituirão o viaduto, trata-se de uma construção que trará grande melhoria para a mobilidade, trazendo novos equipamentos, entre eles, ciclovias, pista para e pedestres, praça, drenagem especial com meio fio e sarjeta, além de pavimentação asfáltica nova e melhor.


O engenheiro informou ainda que a primeira etapa, já iniciada, é na parte que fica próxima à loja Havan, onde, além da remoção do viaduto, será feita drenagem, terraplenagem e asfaltamento, o que levará em sua previsão, cerca de 4 meses; a segunda etapa é a parte que fica na saída para Canaã dos Carajás, próxima ao Ibis Hotel, onde acontecerá o mesmo processo. “Nosso prazo contratual é de 8 meses, período em que gerará no mínimo 40 empregos e no máximo 70 empregos no pico máximo da obra”, explica Éder, apresentando a Construmab como empresa vencedora da licitação para a execução da obra.

 

De acordo com o informado pela Secretaria Municipal de Obras (Semob), a obra é uma das condicionantes ambientais para a construção do Ramal Ferroviário da mineradora Vale que passa pelo município. Assim, os recursos não podem ser direcionados para outra atividade, somente para obras de mobilidade urbana. “Neste primeiro momento, a Secretaria Municipal de Obras trabalha na retirada dos postes e da parte considerada material vegetal. No final tudo ficará, além de bonito, com maior mobilidade, segurança e fluidez ao trânsito”, conta Wanterlor Bandeira, secretário municipal de Obras de Parauapebas, dizendo que a prefeitura entende os transtornos e pede a compreensão da população.

Publicidade

Veja
Também