Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Visando evitar que crianças fiquem longe da fiação elétrica, Celpa troca pipas por bolas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Em todo o estado do Pará, esse número chega a 1100, o que significa milhares de pessoas sem energia.

Para evitar os transtornos por conta de pipas em fiação elétrica, a Celpa está com ações de conscientização em algumas comunidades da Região Metropolitana de Belém. A iniciativa consiste em orientar as crianças e jovens a ficarem longe da rede elétrica na hora da ‘brincadeira’ e, assim, evitar que ocorram interrupções no fornecimento de energia elétrica.


Além das palestras sobre o tema, as crianças que comparecem na ação ainda fazem a troca de pipas por bolas, o que as incentiva a buscar outra alternativa de diversão. As próximas localidades a serem atendidas com o mutirão da troca, serão as comunidades Brasília, de 20 a 24 de julho, e a comunidade Itaiteua, de 27 a 31 de julho, ambas localizadas na Ilha do Outeiro. A ação também passará por Benevides, de 21 a 22 de julho, e pela Ilha do Mosqueiro, de 23 a 27 de julho.

Desde junho, quando começou a ser implantada, a iniciativa já passou por três comunidades: comunidade do Ibifan, no bairro do Coqueiro, Jardim Sevilha, no bairro do Tapanã e Rodovia Transcoqueiro. No total, já foram arrecadadas mais de 200 pipas.

A Assistente Social da Celpa, Michelle Miranda, explica que o objetivo da ação é orientar as crianças sobre os riscos das pipas. “Temos que conscientizá-los, deixar claro a maneira saudável da ‘brincadeira’, que é longe da fiação elétrica e sem o cerol. Ao longo dessas semanas já temos observado um grande engajamento, tanto que eles aceitam trocar as pipas por bolas”, finaliza Michelle.

Publicidade

Veja
Também