Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Voluntários levam alegria a pacientes do Hospital Regional de Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Os voluntários visitaram a unidade no último sábado (16) e alegraram a tarde dos pacientes. “Já pensou o que é passar dez dias deitado na mesma posição, sem nem poder se mover? Só não chora quem não tem coração. Aí chega um grupo desse maravilhoso… Ô, só Deus para tocar no coração deles”, comentou, emocionado, José Raimundo.

Quem também se animou com a visita dos voluntários foi o agente de controle e combate de doença e endemias, Victor Martins dos Santos, de 23 anos, internado na unidade desde o início do mês. “Esse serviço que eles prestam para a comunidade é muito bonito e é uma coisa maravilhosa pra gente que não consegue sair da cama, às vezes, acorda triste e sem motivo para melhorar”, afirmou o paciente.


Acompanhantes e visitantes também se renderam ao canto e à simpatia do grupo formado por amigos que decidiram doar parte do seu fim de semana aos usuários do hospital. Na UTI pediátrica, as crianças olhavam encantadas para a roupa e as perucas coloridas das “doutoras” Risadinha, Engraçadinha, Aiaiai Uiuiui, Jujuba, Soro da Seringa sem Agulha, Sara Sorriso que Cura e do “doutor” Cascudo, que passaram de leito em leito para cantar e contar histórias. Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem se juntaram à apresentação.

Segundo a líder do Canta & Cura, Cecília Meireles, o grupo é formado por amigos que desejaram levar energia positiva a outras pessoas. “Tínhamos vontade de fazer isso, mas só hoje colocamos em prática. A gente percebe que quando uma pessoa recebe um pouquinho de alegria, ela muda o humor. Isso nos motiva a trazer alegria para um local onde as pessoas normalmente estão tristes”, relatou a advogada. A ida ao Hospital Regional de Marabá foi a primeira experiência do grupo que já faz planos para visitar a unidade uma vez ao mês.

Outro grupo de risoterapia que passou pelo HRSP nesta semana foi o “Anjos da Graça”, formado por jovens da Paróquia Nossa Senhora de Nazaré, da Folha 16. “Uma ação simples pode tornar o dia de uma pessoa mais feliz”, comentou o líder Carlos Eduardo Silva Dias. Na passagem pela unidade, o grupo também levou uma mensagem de otimismo para os colaboradores homenageados pelo Dia do Administrador Hospitalar, comemorado no dia 14 de julho.

De acordo com a coordenadora da Humanização do HRSP, Karla Luz, a risoterapia é um importante aliado na recuperação de pacientes internados, uma vez que o sorriso libera endorfinas que provocam a sensação de bem-estar. “Ao sentir-se melhor, o paciente colabora mais para o tratamento hospitalar e, com isso, a sua recuperação é acelerada e o tempo de internação pode ser reduzido”, explicou a enfermeira.

Atualmente, o HRSP conta com voluntários nas áreas de artesanato, corte de cabelo, musicoterapia, pastoral da saúde e risoterapia. Segundo Karla Luz, outras ações podem ser desenvolvidas dentro da unidade.

Publicidade

Veja
Também