XII Festival do Cajá será realizado em Curionópolis no dia 21 de abril

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O seu cheiro é tentador e irresistível. Estas são algumas das características deste frutinho tão pequeno e que faz sucesso nas mesas dos paraenses, o cajá é uma alimentação saudável e que move a economia do município de Curionópolis.

Adriana Gomes, secretária de Produção Rural explica que no dia 21 de abril acontece no município de Curionópolis o sétimo Festival do Cajá, que tem o objetivo de valorizar a frutinha, já que a cidade é considerada a maior produtora de cajá no Pará.
“Este ano a prefeitura de Curionópolis abraçou este festival, para incentivar a produção do cajá, já que o município é o maior produtor da fruta no estado do Pará, além de fortalecer a festa que já é tradição no calendário de eventos”, ressalta a secretária de Produção Rural.


O senhor Rosalino Santana é um dos organizadores do Festival e explica como surgiu a festa e que o cajá não serve só para fazer o tradicional suco, mas também para uma grande variedade de produtos.
“O festival surgiu para reunir os amigos e ter um momento de descontração, mas a cada ano ele vem crescendo. A festa é aberta a todos e distribuímos durante o evento suco do cajá e a comunidade tem a oportunidade de provar vários produtos derivado da fruta, como o bombom recheado de cajá que é muito bom”, ressalta Rosalino.

Ano passado o município de Curionópolis produziu 200 toneladas do fruto e segundo o senhor Raimundo Lima, que é coordenador da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado do Pará (EMATER), é uma fonte de renda que ajuda aumentar a economia dos produtores rurais da localidade.
“Aqui na região temos muitos pés de cajá, a maioria são nativos e o cultivo deste produto ajuda aumentar a renda do produtor rural, mas a EMATER em parceria com a prefeitura está buscando criar um projeto para incentivar o plantio de árvores do cajá, para assim aumentar a produção da fruta e tornar o município como um dos maiores produtores do Brasil”, diz o coordenador da EMATER de Curionópolis.

CURIOSIDADE DO CAJÁ

No Brasil o cajá é também chamado cajá-mirim ou taperebá. O fruto da cajazeira é do tipo drupa e possui coloração amarela brilhante na casca fina e lisa.

Sua polpa adocicada, suculenta e ácida é empregada na produção de sucos, néctares, sorvetes, geleias, vinhos e licores. Seu caroço é volumoso, porém leve, e com espinhos, exigindo cuidado para o consumo da fruta in natura.

O extrato das folhas e ramos da cajazeira contém taninos elágicos, compostos fenólicos responsáveis pela característica adstringente do cajá. Os taninos são antissépticos que protegem a planta, sendo capazes de exercer controle sobre bactérias gram negativas e positivas.

O cajá contém vitamina C, o que lhe confere potencial antioxidante e fortalece o sistema imunológico. A fruta possui ainda minerais como ferro, cuja absorção é favorecida pela presença da vitamina C, cálcio e potássio e o cajá não possui gorduras em sua composição e apresenta baixo valor calórico.

Que tal aproveitar e tomar um suco de cajá ou alguns dos produtos derivados da fruta e passar um dia agradável com a família e amigos?

O convite está aberto, dia 21 de abril, na Vila Curral Preto, das 8h às 18h, VII Festival do Cajá de Curionópolis.

Publicidade

veja também