Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

A golpes de faca, homem é morto à luz do dia no Cidade Jardim

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na parte superior do tórax, a inscrição “só deus pode me julgar”; letras que ficaram tatuadas e intactas aos sete golpes dados no peito de Adeilson da Silva Lima. O jovem que tinha 19 anos de idade, segundo informações de familiares, vinha sofrendo constantes ameaças de morte; fato consumado no fim do dia 20, quinta-feira, quando os algozes se levantaram contra ele, que, sem chance de defesa, sofreu as agressões.

Mesmo ferido, Adeilson teve forças e lutou pela vida buscando refúgio na casa de uma vizinha, no Bairro Cidade Jardim, em Parauapebas, que acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e mesmo sendo levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), não teve chance e evoluiu a óbito.


A polícia foi acionada e esteve na UPA, onde encontrou apenas o corpo da vítima. Porém, detalhes colhidos pela nossa equipe de reportagens, junto a parentes e a polícia, dão conta de que as ameaças contra Adeilson chegaram por conta de uma briga em que se envolveu há cerca de 30 dias no Bairro Vila Nova, onde, com isso, criou desafetos rancorosos dispostos a executar o plano de vingança.

Ademais, pelo dito por quem conhecia Adeilson, o mesmo estava desempregado sobrevivendo de bicos, mas, também se envolvia com “coisas erradas”, e era usuário de entorpecentes, já tendo, inclusive, quando menor de idade, sido apreendido pelo ato infracional de tráfico de drogas.

Mesmo com pistas claras que levam aos autores do bárbaro crime, populares preferiram se abster de gravar entrevistas por medo de represálias, devendo denunciar anonimamente para a polícia.

Publicidade

Veja
Também