Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

“Acabou a palhaçada no Brasil”, diz Damares para agressores de mulheres

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ao assinar o pacto para implementação de políticas públicas de prevenção e combate à violência contra as mulheres nesta quarta-feira, 7, a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, prometeu combater fortemente à violência contra a mulher no Brasil e mandou um recado aos agressores. “Me permitam mandar um recado para agressores de mulheres: acabou a palhaçada no Brasil”, disse a ministra no discurso da solenidade.

O documento, que promete articulação entre os setores do poder público, foi assinado no mesmo dia em que a Lei Maria da Penha completa 13 anos. A ministra aproveitou o momento para demonstrar insatisfação com os dados sobre o assunto. “Não temos nada para comemorar, mas temos iniciativas como esse para celebrar”, disse a ministra, que exaltou a transversalidade do pacto.


Ainda em seu discurso, Damares celebrou o desenvolvimento do sistema de registros de denúncias, mas se disse preocupada em relação aos números previstos para este ano. “Eu confesso para os senhores que, nos próximos anos, é possível termos números maiores. Porque agora se está melhorando o sistema de notificação por violência. Tenho a impressão que a gente vai ter números bem maiores”, avaliou.

De acordo com dados do Ligue 180, central de atendimento à mulher, nos primeiros seis meses de 2019, o canal recebeu 46.510 denúncias. O número, que teve um aumento de 10,93% em relação ao mesmo período do ano anterior, já ultrapassa a metade das denúncias totais do ano passado. Em 2018, mais de 92.663 denúncias de violações foram feitas.

Publicidade

Veja
Também