Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Acometido de covid-19, Diógenes Samaritano tenta sair da cadeia e justiça nega

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Preso no CRECAN – Centro de Reclusão Coronel Anastácio das Neves – o agente do DETRAN de Parauapebas, Diógenes Samaritano, comunicou ao Poder Judiciário que está acometido de covid-19 e, por meio de seu advogado, tentou a prisão domiciliar para fazer o tratamento de quarentena em casa. Mas a Justiça da “Capital do Minério” negou o pedido.

Em decisão proferida nesta quarta-feira (27), o Poder Judiciário de Parauapebas determinou que a casa penal onde ele se encontra segregado proceda ao tratamento do vírus fornecendo todo os medicamentos que se fizerem necessários para que ele seja devidamente tratado, mas dentro da cadeia.


Para quem não se lembra, Diógenes Samaritano está preso acusado pelo crime de feminicídio qualificado, cometido contra a companheira dele, Dayse Dyana Sousa e Silva, na presença do filho do casal de apenas quatro anos de idade.

O crime aconteceu no dia 31 de março de 2019 na residência do casal, na Rua Canindé, bairro do Parque dos Carajás, Parauapebas. Consta dos autos que a vítima foi espancada até desmaiar e depois foi arremessada de uma janela do segundo piso do imóvel.

Vale dizer que esta não é a primeira vez que Samaritano tenta responder ao processo em liberdade. Em fevereiro deste ano, ele teve habeas corpus negado pela Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA).

Publicidade

Veja
Também