Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Adolescente que estuprou várias mulheres no Cidade Jardim é encontrado morto em Marabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um adolescente que tinha apenas de 17 anos de idade e que levava nas costas as acusações de vários estupros contra mulheres no Bairro Cidade Jardim, em Parauapebas, acabou sendo encontrado morto nesta quinta-feira (10) em um rio na localidade conhecida como “Bananal”, localizada em Marabá.

Trata-se de G. V. M., que no início de janeiro deste ano foi capturado pela polícia, como noticiado AQUI no Portal Pebinha de Açúcar. Na época, ele tinha apenas 16 anos de idade e estava ‘tocando o terror’ no Bairro Cidade Jardim e estuprou várias mulheres.


Nesta semana, G. acabou fugindo do Centro de Internação do Adolescente Masculino (Ciam) de Marabá, onde estava cumprindo medidas pelos estupros cometidos em Parauapebas.

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar conversou com o Delegado José Aquino, da Vigésima Seccional de Polícia Civil de Parauapebas, que nos informou que o adolescente fugiu do Ciam, em Marabá e que ontem (10), pela manhã, sua mãe procurou as autoridades para afirmar que estava recebendo ligações e sendo extorquida em troca de informações sobre o paradeiro de seu filho. “Já na parte da noite, começou a circular um vídeo de uma pessoa encontrada morta em Marabá e ela veio na delegacia e confirmou que se tratava de seu filho. Imediatamente orientamos ela que procurasse as autoridades do município de Marabá para que o corpo passasse pelos tramites legais e que posteriormente seja liberado para velório e sepultamento”, relatou a autoridade policial.

Ainda de acordo com o Delegado José Aquino, vários processos foram instaurados em Parauapebas contra o rapaz que estuprou várias mulheres e até mesmo adolescentes no Bairro Cidade Jardim. G., inclusive fez ameaças contra uma juíza da comarca do município.

Agora, investigadores da Polícia Civil de Marabá abriram inquérito para apurar as causas da morte do menor infrator.

Publicidade

Veja
Também