Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Alunos de escolas municipais participam de aula de campo em aldeias indígenas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Cerca de 30 alunos das escolas municipais Elisaldo Ribeiro, Cecília Meireles, Paulo Fonteles, Plácido de Castro, Milton Martins, Novo Horizonte, Olga da Silva e Domingos Cardoso, participaram da atividade.

O objetivo da programação foi levar os estudantes para conhecer de perto a cultura indígena da região e a luta dos povos indígenas no Brasil, difundindo a conscientização para melhorar e valorizar a relação entre os povos.


Para Carlos Júnior, aluno do 9º ano da Escola Cecília Meireles, participar da visita educativa às aldeias é um privilégio. “Nem todas as pessoas têm acesso a uma aldeia indígena. E nós, alunos, fomos contemplados. Vivenciamos momentos bacanas com eles: vimos de perto o campeonato de arco e flecha, fizemos pintura no corpo, entre outras coisas que, com certeza, acrescentaram a nossa vida”, diz o garoto.

Quem também esteve na caravana da visita foi o estudante André Nascimento Maia, aluno do 2º ano do ensino médio, da escola Eduardo Angelim. “É a primeira vez que vou a uma aldeia indígena e gostei. Participar da aula de campo esclareceu várias dúvidas que eu tinha em relação ao povo indígena”, conta.

A coordenadora do Ceap, Odilene Costa, afirma que a realização da aula de campo nas aldeias foi de grande valia para todos. “Pela primeira vez, conseguimos, via Projeto Jovem Ambientalista, visitar uma aldeia indígena. É inédito para o Ceap, tendo em vista que nossas aulas de campo acontecem geralmente na Floresta de Carajás”, destaca Odilene. Segundo ela, essa interação entre alunos e indígenas é importante para o respeito às comunidades diferentes e para a preservação da natureza.

JOVEM AMBIENTALISTA

O Projeto Jovem Ambientalista faz parte do Programa de Educação Ambiental do Ceap e é desenvolvido por meio de atividades voltadas para a formação socioambiental de estudantes. As turmas são formadas uma vez ao ano, por meio de processo seletivo. Este ano, foram ofertadas 35 vagas, sendo 15 destinadas aos alunos matriculados no 9º ano do ensino fundamental e 20 aos alunos dos 1º e 2º anos do ensino médio, ambos da rede pública, com faixa etária entre 14 e 18 anos.

Reportagem: Luzandra Vilhena

Publicidade

Veja
Também