Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Alunos escrevem livros sobre Ourilândia e Tucumã

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Acontece nesta terça-feira, 24/3, às 19h, no Colégio Pitágoras de Ourilândia, o lançamento e noite de autógrafos dos livros “Velhas Histórias de Ourilândia e Tucumã. Escrito por alunos do Ensino Médio, o livro tem o patrocínio da Vale e vem valorizar histórias de pessoas que chegaram nas cidades, principalmente nos anos 80, e conquistaram o desenvolvimento desta região.

A publicação nasceu na sala de aula, unindo as disciplinas arte e redação e o talento de jovens da 1ª série do Ensino Médio do Colégio Pitágoras de Ourilândia do Norte. A produção iniciou em 2014. Os alunos entrevistaram 38 moradores antigos. O resultado está nas 64 páginas de cada livro, com narrativas de dramas, suspense, comédia e amor adequadas ao gênero conto e que revelam a história das duas cidades.


O Diretor de Onça Puma, Fernando Marino fala da importância da publicação. “Para a Vale, apoiar a publicação desta edição é ao mesmo tempo contribuir com a educação, por meio do estímulo à criatividade e capacidade dos jovens da região e com a preservação da cultura e da história destes importantes municípios paraenses, através da valorização da experiência de vida dos seus antigos moradores”.

Para o professor Fernando Faria, um dos autores do projeto, a publicação tem importância fundamental para a preservação da memória de Ourilândia e Tucumã. “A inexistência de material literário com esse contexto e gênero para o município já seria uma justificativa coerente. Entretanto, o que torna ainda maior a necessidade dessa produção é o raro, insuficiente e limitado arquivo público da História destes dois municípios”.

Para a professora de redação, Ana Paula Batista, a publicação vem a ser um estímulo para a valorização da região. “A ideia de que a comunidade conte e registre a sua história, a torna autônoma e fortalece a compreensão da identidade do povo desta região. Além de que, esse projeto pode despertar o interesse dos demais cidadãos em continuar a valorizar os acontecimentos históricos de Ourilândia e Tucumã”, destaca.

Publicidade

Veja
Também