Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

APAMA realiza bazar beneficente em prol de animais abandonados

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Este ano, a ONG realizou no último sábado seu 11º bazar para ajudar nos gastos no cuidado dos animais resgatados pelas ruas de Parauapebas

Byancka D’lavor,  presidente da Associação dos Amigos e Protetores dos Animais e Meio Ambiente de Parauapebas (APAMA), explica que este bazar é fundamental para o atendimento dos animais assistidos por eles.
“Hoje estamos com mais de 80 gatos nas casas dos voluntários, e para ajudar nos tratamentos de alguns bichinhos que resgatamos doentes, ou até mesmo quase mortos, realizamos este bazar de objetos que arrecadamos na cidade, assim conseguimos pagar alguns veterinários que recebem estes animais em estados deploráveis”, relata.


As peças das roupas, sapatos e acessórios são vendidos a preço popular, e a APAMA aproveita o bazar para fazer uma campanha de doação, assim, diminuindo o número de bichinhos que estão nos lares temporários dos cerca de 30 voluntários.

Litiely Cristian é uma das voluntárias, e afirma que é necessário que a população seja cociente para diminuir a quantidade de bichos abandonados pelas ruas de Parauapebas.
“Para acabar com tantos animaizinhos abandonados pelas ruas é necessário que as pessoas sejam conscientes que a castração é o único caminho para diminuir está população de bichinhos jogados na cidade, pois não é apenas o abandono, também têm as doenças, e quem ama castra”, diz a voluntária.

A mais de oito anos que se vem lutando pela criação de um Centro de Zoonose especializado em Parauapebas, que com certeza trataria estes animais abandonados, além de ajudar as famílias de baixa renda a cuidar de seus bichos de estimação, assim, diminuindo o número de cachorros e gatos que são jogados ao abandono e a sorte da vida.

Byancka D’lavor – Presidente da APAMA

 

Segundo a presidente da APAMA, as pessoas podem ajudar a ONG durante o ano todo.
“Quem não tem oportunidade de vir nos nossos bazares podem ajudar igual em qualquer dia do ano, basta entrar nas redes sociais da Associação dos Amigos e Protetores dos Animais e entrar em contato, pois além do dinheiro para pagar os veterinários que cuidam dos animais abandonados e doentes, temos que alimentá-los, pois são centenas de cães e gatos que estão sobre a nossa tutela, e alguns já são velhos e deficientes, e estes, são mais difíceis de conseguir um novo lar”, conta Byancka, com uma gata já considerada velha para a adoção.

Reportagem: Adersen Arantes | Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também