Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Após desocupação de área pública, PA-160 foi interditada por várias horas em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma extensa área que foi comprada pela Prefeitura Municipal de Parauapebas, ainda na gestão do ex-prefeito Valmir Mariano (PSD), destinada para a construção do Campus da Universidade Estadual do Pará (UEPA) e que estava sendo usada como pasto para animais de fazendeiros, acabou sendo ocupada por pessoas ligadas à Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (Fetraf).

Na manhã desta quarta-feira (15), em uma ação liderada pela Secretaria Municipal de Urbanismo (Semurb), as pessoas foram retiradas pacificamente do local, porém, após cerca de uma hora, elas decidiram interditar um trecho da PA-160, sentido Canaã dos Carajás, que fica nas proximidades da área. A rodovia foi fechada por várias horas e liberada apenas na tarde desta quarta-feira.


 

Nota da Prefeitura

“A Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo (Semurb), esclarece que realizou a desocupação de uma área pública, localizada na zona rural, entre os municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás, na manhã desta quarta-feira, 15, de forma pacífica.

A Semurb esclarece ainda que a referida área, além de ser pública, já possui destinação específica, a construção de um campus universitário.  As equipes da Semurb já haviam notificado os populares no local, orientando os mesmos a respeito da irregularidade na ocupação.

Portanto, após o esclarecimento, equipes da Semurb, juntamente com a Polícia Militar (PM) e Guarda Municipal (GMP), novamente dialogaram com os populares, que por sua vez não apresentaram qualquer resistência.

Por fim, os populares concordaram em liberar o espaço de forma ordeira e respeitosa, levando consigo seus pertences, inclusive seus veículos.

No local havia abrigos provisórios, que foram retirados do espaço. A Semurb ressalta a importância em dialogar com os populares, garantindo a segurança de todo cidadão, dentro dos parâmetros legais, respeitando prazos previstos em lei”. 

Publicidade

Veja
Também