Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Após falta de leite especial na Secretaria de Saúde de Parauapebas, mães fazem ‘vaquinha’

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Todos os meses centenas de mães vão à Secretaria de Saúde de Parauapebas (SEMSA) à procura de leite especial para crianças que têm alergia ou são intolerantes à proteína do leite, por isso nenhum outro alimento que contém leite pode ser ingerido por quem sofre da doença. O preço dos produtos nas farmácias é alto, por isso 205 crianças recebem o auxílio do Governo Municipal por meio da Secretaria de Saúde.

De acordo com três mães que acionaram o Ministério Público na última quinta-feira (20), o leite parou de ser fornecido, diante disto elas se uniram para denunciar o que para elas é um descaso.


Uma das mães, Ivana Silva, que tem duas filhas gêmeas de três anos, afirma que sem o leite as crianças perdem peso e chegam a ficar doentes. “É desesperador seu filho pedir o leite e não ter”, disse.

Tayanara Lúcia, mãe de Davi, de quatro anos, já enfrentou o problema em outra ocasião, na época ela procurou a imprensa para fazer a denúncia e a justificativa dada pela Secretaria de Saúde foi de que o leite estava em falta para ser adquirido, mesmo assim o ex-secretário da pasta, João Luiz, anunciou uma compra de emergência. Segundo Tayanara, as mães foram orientadas a procurar o MP para pressionar o governo a voltar a entregar o leite, eles são principalmente o Neocate, Pregomin e Aptamil. O Neocate, por exemplo, está em falta em uma farmácia consultada, mas uma lata de 400mg custa R$ 238,00.

Diante da dificuldade em ter acesso ao leite especial, as mães fazem o rateio entre si para evitar que a saúde das crianças seja prejudicada, pois elas afirmam não ter condições financeiras para comprar os produtos.

OUTRO LADO

Procurada pela equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, a Secretaria Municipal de Saúde afirmou em nota que: “na próxima semana realizará a compra dos tipos de leite que estão em falta no estoque que atende crianças com intolerância à lactose. As latas de leite não haviam sido compradas ainda em função de dificuldades orçamentárias por quais passa a Semsa, por esse motivo, ajustes de redução de custos estão sendo realizados para evitar que insumos, medicamentos e o próprio leite para crianças com intolerância à lactose falte nos estoques”.

Reportagem: Jéssica Diniz – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também